Linha 4

Publicidade

STJD vai julgar Brusque por caso de racismo contra Celsinho

Redação Tarobá News

Foto: Ricardo Chicarelli/Londrina EC

O Londrina Esporte Clube, por meio do seu Departamento Jurídico, apresentou na tarde desta sexta-feira (10), uma notícia de infração disciplinar perante a Procuradoria do STJD, relatando a infração praticada pelo Brusque Futebol Clube e seus dirigentes no dia 28 de agosto de 2021, na partida realizada no Estádio Augusto Bauer, entre Brusque Futebol Clube x Londrina Esporte Clube, válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

 A notícia de infração disciplinar foi embasada com documentos, vídeos e dossiê midiático sobre o caso, que demonstra de modo incontroverso a infração praticada pela equipe catarinense e seus dirigentes, esperando-se que haja a denúncia pela Procuradoria e severa punição conforme prevê o Estatuto da FIFA, Estatuto da CBF e Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

O caso

Celsinho foi chamado de “macaco” por uma pessoa que estava na arquibancada durante a partida deste sábado (28) contra o Brusque, em Santa Catarina. Um vídeo divulgado pelo clube comprova a ofensa racista.

O Londrina Esporte Clube alegou ainda que um torcedor presente na arquibancada do Estádio Augusto Bauer proferiu ofensas ao jogador, como “vai cortar esse cabelo, essa cachopa de abelha”.

Ainda de acordo com a nota, o torcedor estava na arquibancada autorizado pelo Brusque Futebol Clube, que teria autonomia para isso. Na súmula da partida consta que o ato foi praticado por Júlio Antônio Petermann, que fazia parte do staff da equipe de Brusque.


COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade