Com lesão grave na coxa, Hudson está fora do restante da temporada no Cruzeiro

Estadão Conteúdo
Futebol | Publicado em 28/10/2017 às 17:15

O volante Hudson, que deixou o treino da última sexta-feira, na Toca da Raposa, chorando de dor, realizou exames neste sábado e teve uma lesão de grau 4 (gravidade elevada) no adutor da coxa direita confirmada pelo departamento médico do Cruzeiro. Com isso, o jogador não atuará mais nesta temporada. O time celeste não tem previsão de quando o atleta retornará aos gramados.

No Instagram, Hudson agradeceu o apoio do torcedores celestes. "Às vezes tudo que você precisa é fazer uma oração e resistir a tempestade. Agradeço a todos que estão mandando mensagens de apoio, logo logo estarei de volta e se Deus quiser melhor ainda".

Emprestado pelo São Paulo, o contrato do volante com a equipe mineira termina no fim deste ano. No entanto, as duas diretorias já estariam conversando sobre uma possível renovação.

No treino da última sexta-feira, o volante se machucou sozinho após tentar driblar o meia Thiago Neves. Para o confronto contra o Palmeiras, nesta segunda-feira, em São Paulo, o técnico Mano Menezes irá utilizar o argentino Lucas Romero. O atacante Alisson, que reclamou de dores no joelho e na coxa esquerda, também será desfalque no duelo válido pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro.



Relacionados

Futebol | 21-06-2018 12:00

Contratado pelo Manchester United, Fred diz que jogará no 'maior clube do mundo'

Contratado pelo Manchester United, Fred diz que jogará no 'maior clube do mundo'

Futebol | 21-06-2018 11:05

Com auxílio do VAR, Austrália busca empate com a Dinamarca e segue viva na Copa

Com auxílio do VAR, Austrália busca empate com a Dinamarca e segue viva na Copa

Futebol | 21-06-2018 10:35

Tite admite 'caráter decisivo' de jogo com a Costa Rica e exalta apoio da torcida

Tite admite 'caráter decisivo' de jogo com a Costa Rica e exalta apoio da torcida

Futebol | 21-06-2018 09:25

Chicharito pede para torcida do México parar com gritos homofóbicos

Chicharito pede para torcida do México parar com gritos homofóbicos

PUBLICIDADE