Corinthians perde da Ponte Preta e pode ver o Palmeiras se aproximar da liderança

Estadão Conteúdo
Futebol | Publicado em 29/10/2017 às 19:45

Foto: Alex Silva/ Estadão

O Corinthians corre perigo. Com a derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, neste domingo, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o líder já acumula quatro jogos sem vitória. Estacionado nos 59 pontos, a distância para o segundo colocado Palmeiras pode cair para três nesta segunda-feira - o arquirrival recebe o Cruzeiro no estádio Allianz Parque, em São Paulo. No próximo domingo, os dois se enfrentam no estádio Itaquerão e a liderança pode mudar de dono pela primeira vez desde a quinta rodada.

Neste domingo, o Corinthians voltou a sofrer com a falta de criatividade de seus homens de frente. Para piorar, o goleiro Aranha estava em uma tarde inspirada e fez pelo menos três grandes defesas.

Com marcação forte e compacta, a Ponte Preta bloqueou as ações ofensivas do Corinthians, que, sem alternativas, passou a apostar nas jogadas aéreas na tentativa de chegar ao gol. Aos 22 minutos, por exemplo, Fagner foi até a linha de fundo para o meio da área. Pablo e Jô bateram cabeça e o zagueiro acabou mandando a bola para fora.

Em um erro da arbitragem, a Ponte Preta quase abriu o placar aos 27 minutos. Cássio fez grande defesa após cabeçada de Rodrigo, que estava em posição de impedimento ignorada pelo bandeirinha. Como nem as jogadas pelo alto estavam surtindo efeito, o Corinthians passou a arriscar chutes de fora. Aos 37, Jadson bateu de longe, Aranha deu o rebote e Gabriel acertou o travessão.

Já a Ponte Preta continuou insistindo nos cruzamentos e foi assim que abriu o placar, aos 39 minutos. Jeferson levantou para Lucca, sem marcação, cabecear no contrapé de Cássio.

No segundo tempo, a Ponte Preta apertou ainda mais a marcação e praticamente não passou a linha do meio do campo. Mesmo com a posse de bola, o domínio do Corinthians era inofensivo. Depois de um chute de Rodriguinho defendido por Aranha com o pé esquerdo, o clube paulistano só voltou a levar perigo aos 26 minutos novamente com Rodriguinho e, mais uma vez, Aranha defendeu.

Até o fim do jogo, o Corinthians teve mais duas grandes chances de gol e, em todas, parou no goleiro da Ponte Preta. Aranha acabou se transformando no grande nome da partida. Aos 44 minutos, fez grande defesa após cabeça de Pablo e, já nos acréscimos, aos 50, veio a consagração final depois do arremate de Jô.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 x 0 CORINTHIANS

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Yago, Rodrigo e Jeferson (Luan Peres); Fernando Bob, Wendel (Naldo), Elton e Danilo Barcelos; Emerson Sheik e Lucca (Felipe Saraiva). Técnico: Eduardo Baptista.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel (Clayson), Maycon (Kazim), Jadson, Rodriguinho e Romero (Pedrinho); Jô. Técnico: Fábio Carille.

GOL - Lucca, aos 39 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fernando Bob, Emerson Sheik e Naldo (Ponte Preta).

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).

RENDA - R$ 119.620,00.

PÚBLICO - 12.328 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).



Relacionados

Futebol | 21-06-2018 12:00

Contratado pelo Manchester United, Fred diz que jogará no 'maior clube do mundo'

Contratado pelo Manchester United, Fred diz que jogará no 'maior clube do mundo'

Futebol | 21-06-2018 11:05

Com auxílio do VAR, Austrália busca empate com a Dinamarca e segue viva na Copa

Com auxílio do VAR, Austrália busca empate com a Dinamarca e segue viva na Copa

Futebol | 21-06-2018 10:35

Tite admite 'caráter decisivo' de jogo com a Costa Rica e exalta apoio da torcida

Tite admite 'caráter decisivo' de jogo com a Costa Rica e exalta apoio da torcida

Futebol | 21-06-2018 09:25

Chicharito pede para torcida do México parar com gritos homofóbicos

Chicharito pede para torcida do México parar com gritos homofóbicos

PUBLICIDADE