Linha 4

Publicidade

Grandes campanhas: Relembre últimas participações do LEC na Série B

Weslley Lemos

O Londrina Esporte Clube (LEC) garantiu o acesso a à Série B do Brasileirão neste sábado (16) após vencer o Remo, por 1 a 0, em Belém (PA). A última vez que o time havia disputado a Série C do Brasileirão foi em 2015, quando foi vice-campeão no comando do técnico Claudio Tencati perdendo o título para o Vila Nova. Desta vez, o elenco não vai disputar a final, mas o grande objetivo era a classificação. 

2016 - Voltando em grande estilo
Em 2016, a equipe londrinense estava de volta à Série B depois do rebaixamento em 2004. Ainda de uma forma tímida foi conquistando o seu espaço e passou perto de conseguir vaga na elite do futebol brasileiro. Era penúltima rodada da competição e o Tubarão recebeu o Avaí no Estádio do Café. Com chances de classificação, o time foi derrotado por 1 a 0. A equipe catarinense conseguiu o acesso. No final do campeonato, o Londrina ficou em sexto, com 60 pontos, e o quarto colocado, somou 63.

2017 - Passou raspando
Ainda no comando de Tencati, o time passou ainda mais perto de chegar da Série A em 2017. O sonho também durou até a penúltima rodada, quando recebeu o América Mineiro no Estádio do Café. O elenco precisava de uma vitória simples para continuar buscando espaço no G4, mas ficou apenas no empate por 0 a 0. Após a partida, Tencati informou que deixaria o clube. Uma surpresa, já que era o técnico mas longevo do Brasil. O pentacampeão brasileiro, Ricardinho, assumiu. Por incrível que pareça, faltaram apenas dois pontos. O Alviceleste ficou em quinto, com 62, e o quarto, somou 64.

2018 - Pênaltis defendidos e o camisa 10 
Já o ano de 2018 foi da estrela Dagoberto em campo. O atacante, que já foi campeão cinco vezes da Série A do Brasileirão e jogou na seleção brasileira, chegou como estrela e assumiu a camisa 10. O ano também foi marcado por trocas de técnicos, sendo que passaram Ricardinho, Marquinhos Santos, Sergio Soares e Roberto Fonseca. 

Na 36ª rodada, o Tubarão tinha chances de classificação, visitou o Oeste e empatou por 0 a 0. Porém, uma marca ficou na memória do torcedor neste jogo. Depois de fazer uma grande campanha, sendo artilheiro da Série B, Dagoberto perdeu dois pênaltis. Bateu um e o goleiro Tadeu defendeu, o árbitro mandou voltar, e novamente, o defensor agarrou. Depois deste resultado, o cenário ficou complicado e o LEC terminou em oitavo, com 55 pontos. O quarto terminou com 60.

2019 - Um ano para esquecer
Um ano marcado por tristeza ao torcedor londrinense. Nada parecia dar certo, o time até começou a temporada de forma razoável, mas depois despencou. O ano começou com Alemão no comando, já que Roberto Fonseca estava emprestado ao Novorizontino. O "técnico titular" voltou para disputar a Copa do Brasil, mas sofreu uma goleada para o Bahia e foi demitido com apenas um jogo na temporada. 

Alemão continuou no comando, mas com resultados ruins, um velho conhecido voltou com a promessa de salvar o time. Claudio Tencati foi apresentado em um momento delicado, teve um aproveitamento péssimo e acabou demitido. Foram sete derrotas e apenas uma vitória. Silvinho assumiu com o time na 16ª posição. Não conseguiu bons resultados e terminou na zona de rebaixamento, em 17ª, com 39 pontos. O elenco foi rebaixado 21 derrotas, seis empates e apenas 11 vitórias. 

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade