Futebol

Futebol

Grêmio faz 4 no Atlético-PR e fica perto da semifinal da Copa do Brasil


Grêmio faz 4 no Atlético-PR
Foto: Site Oficial

Mais do que fazer a lição de casa, o Grêmio cumpriu com todos os seus objetivos na noite desta quarta-feira, ao golear o Atlético Paranaense por 4 a 0, em casa, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil. O bom placar, além de gerar ampla vantagem para o jogo da volta, dá tranquilidade ao time de Renato Gaúcho, deixa para trás a derrota para o Corinthians e pode permitir até poupar titulares em Curitiba.

Com o resultado, o Grêmio avança à semifinal mesmo se perder por dois gols de diferença na partida da volta do confronto, marcada para o distante 27 de julho, na Arena da Baixada, em Curitiba. Antes disso, o time gaúcho terá pela frente jogos decisivos, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, e confrontos importantes no Brasileirão, com a meta de seguir entre os primeiros colocados.

É por conta desta "maratona" que o largo placar desta quarta pode ajudar Renato Gaúcho a escalar o Grêmio pelas próximas semanas. Ele poderá revezar melhor seu elenco, mantendo a confiança de que, com força máxima, costuma resolver bem os jogos. Foi o caso desta quarta. No sábado, ele já avisou que terá reservas contra o Palmeiras, no Pacaembu, pelo Brasileirão.

Para buscar a vitória sobre o Atlético, o Grêmio só precisou de um tempo nesta noite. Todos os três gols foram marcados na etapa inicial, e todos num intervalo de apenas 10 minutos. Lucas Barrios foi o herói da partida, ao marcar dois dos quatro gols dos anfitriões.

O JOGO - O Grêmio precisou de poucos minutos nesta quarta para superar a ressaca da dolorosa derrota para o Corinthians, no domingo, pelo Brasileirão. Empurrado pela torcida, o time gaúcho dominou rapidamente o confronto com o Atlético e, aos 9 minutos, Pedro Geromel já levava perigo, de cabeça, no ataque. Na sequência, Luan chutou forte no canto direito e exigiu grande defesa de Weverton.

O Atlético reagiu na sequência, na sua única chance clara de gol na primeira etapa. Foi aos 20, depois que Geromel recuou para o goleiro Marcelo Grohe e o árbitro assinalou o tiro indireto dentro da área. Na cobrança, Nikão bateu em cima de Ramiro e desperdiçou a boa oportunidade.

Daí em diante só deu Grêmio no primeiro tempo. Foram três gols em apenas dez minutos. A contagem começou aos 22, em forte chute de longe de Barrios, após jogada de Pedro Rocha. A parceria entre a dupla voltou a funcionar aos 29, em bela trama pela esquerda. Barrios só empurrou para as redes, quase da marca do pênalti, balançando as redes pela segunda vez.

O terceiro veio em jogada de bola parada. Luan cobrou escanteio na área e o zagueiro Kannemann desviou de cabeça, de costas, para as redes.

Tentando reorganizar o Atlético-PR, o técnico Eduardo Baptista voltou para o segundo tempo com Lucho González no meio-campo. Renato Gaúcho, por sua vez, evitou poupar algum jogador, apesar da larga vantagem no placar. E o Grêmio seguiu dominante no começo da etapa final.

Insaciável, Barrios quase anotou seu terceiro gol na partida, aos 13, em finalização de primeira. Weverton evitou o gol. Outra boa oportunidade gremista surgiu aos 25, quando o "garçom" Pedro Rocha acionou Ramiro, que finalizou rasteiro, rente ao pé da trave direita de Weverton.

A esta altura, todos os números estavam contra o Atlético. Além da derrota parcial por 3 a 0, o visitante sofria com a desvantagem numérica, porque Nikão insistira nas faltas e recebera o cartão vermelho, aos 19 minutos. Em mais uma tentativa, Baptista colocou Carlos Alberto no lugar de Deivid.

Mas, se as trocas não renderam dividendos ao Atlético, as substituições de Renato Gaúcho deram resultado. Foi dos pés de Fernandinho e Everton, novidades do Grêmio no segundo tempo, que surgiu o quarto gol. O primeiro acertou passe na esquerda para Everton bater forte, superando Weverton.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 4 x 0 ATLÉTICO-PR

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur (Lincoln), Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Fernandinho); Lucas Barrios (Everton). Técnico: Renato Gaúcho.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Lucho González), Deivid (Carlos Alberto), Nikão, Douglas Coutinho; Pablo. Técnico: Eduardo Baptista.

GOLS - Barrios, aos 22 e aos 29, e Kannemann, aos 32 minutos do primeiro tempo. Everton, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Deivid, Michel, Wanderson, Carlos Alberto.

CARTÃO VERMELHO - Nikão.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

RENDA - R$ 706.175,00.

PÚBLICO - 25.738 pagantes (28.138 no total).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina