Futebol

Futebol

Jair Ventura prega 'virada de chave' no Botafogo em retorno à Copa Libertadores


Ventura prega 'virada de chave' no Botafogo em retorno à Libertadores

O técnico Jair Ventura enfatizou em entrevista coletiva nesta quarta-feira, após treino do Botafogo no estádio Parque Central, em Montevidéu, que a equipe brasileira já esqueceu os tropeços das últimas rodadas no Campeonato Brasileiro - derrotas para Avaí e Corinthians - e "virou a chave" para o confronto desta quinta contra o Nacional, do Uruguai, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. O treinador projetou um duelo difícil, mas frisou que espera uma vitória mesmo fora de casa.

"Ficamos muito tempo sem jogar essa competição (Libertadores), mas a chave já está totalmente virada para esse desafio. Lutamos muito ano passado para entrar na Libertadores, lutamos muito para avançarmos para a fase de grupos e não será agora que vamos vender barato o jogo. Vamos com o mesmo empenho. Nossa equipe pode ter limitações, dificuldades, mas a entrega e a organização não podemos deixar de fazer. O Nacional é uma grande equipe, mas temos tudo para sairmos daqui com a vitória", projetou Jair Ventura.

A principal dúvida botafoguense para o confronto contra os uruguaios é a escalação do meia Matheus Fernandes desde o início da partida. Já liberado pelo departamento médico do clube (ele tinha uma lesão na coxa direita), o jogador participou do treinamento desta quarta-feira junto com o elenco, mas pode começar no banco de reservas.

A alternativa de Jair Ventura para a vaga será a utilização de Camilo. "(Com Matheus) Diferença que ganha jogador com a passada mais larga, maiores em termos de roubada de bola, Camilo que chega mais, camisa 10. Características um pouco diferente".

O treinador também analisou as possíveis mudanças na forma de jogar do time adversário pela ausência de seu principal atacante - Rodrigo Aguirre - e valorizou a qualidade dos jogadores do Nacional-URU. "O Aguirre é um jogador interessante e será uma baixa significativa, mas quem entrar dará trabalho. O que mais destaca é a questão técnica da equipe do Nacional. Na maioria que chegam terminam no campo do adversário para finalizar. É uma equipe que me preocupa bastante pela parte técnica. Mesclam também jogadores da base com mais experientes. É interessante e a expectativa é de um grande jogo para todos".

O Botafogo deverá entrar em campo diante do Nacional-URU com a seguinte escalação: Gatito Fernández; Victor Luis, Joel Carli, Igor Rebelo e Gilson; Dudu Cearense, Bruno Silva, Camilo (Matheus Fernandes) e João Paulo; Roger e Guilherme.


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina