Marta marca, Brasil empata com anfitriãs e conquista torneio amistoso na China

Estadão Conteúdo
Futebol | Publicado em 24/10/2017 às 13:35

Foto: Divulgação

A seleção brasileira feminina de futebol conquistou nesta terça-feira a Copa CFA, na cidade de Chongqing, na China. O título do torneio amistoso, primeiro compromisso do técnico Vadão neste retorno à equipe, veio com um empate por 2 a 2 com as donas da casa, no Yongchuan Sports Center Stadium.

O Brasil foi a única equipe a terminar o torneio invicto, com sete pontos, garantindo assim o troféu. Foram sete gols marcados e três sofridos em três partidas. A segunda colocação ficou com a Coreia do Norte, com seis pontos. A China ficou em terceiro, enquanto as mexicanas ficaram com a quarta posição.

O título serviu para minimizar a polêmica sobre a volta de Vadão à seleção, após jogadoras experientes se revoltaram com a demissão da antecessora Emily Lima, o que levou algumas delas, como Cristiane e Maurine, a decidirem se aposentar da equipe, forçando o treinador a reestruturar o elenco.

Nesta terça, a seleção brasileira começou bastante superior à China e chegou a abrir 2 a 0 de vantagem no primeiro tempo, com os gols de Marta e Adriana. Na etapa final, a equipe relaxou com a vantagem e permitiu o empate. Mas nada que impedisse a comemoração pelo título.



Relacionados

Futebol | 07-10-2018 12:40

Higuaín marca dois gols e Milan bate Chievo no Italiano; Lazio também vence

Higuaín marca dois gols e Milan bate Chievo no Italiano; Lazio também vence

Futebol | 07-10-2018 12:25

Chelsea bate o Southampton, volta a vencer no Inglês e embola briga pela ponta

Chelsea bate o Southampton, volta a vencer no Inglês e embola briga pela ponta

Futebol | 07-10-2018 06:40

Futebol brasileiro começa a sentir os efeitos da 'fake news' na internet

Futebol brasileiro começa a sentir os efeitos da 'fake news' na internet

Futebol | 06-10-2018 23:14

Grêmio sai atrás, mas arranca empate do Bahia na Arena com pênalti polêmico

Grêmio sai atrás, mas arranca empate do Bahia na Arena com pênalti polêmico