Messi marca, mas Barcelona perde final da Copa do Rei para o Valencia por 2 a 1

Estadão Conteúdo
Futebol | Publicado em 25/05/2019 às 18:25

O Valencia venceu o Barcelona por 2 a 1, neste sábado, no estádio Benito Villamarín, em Sevilha, e conquistou a Copa do Rei da temporada 2018/2019. O centroavante francês Kevin Gameiro abriu o placar para os vencedores, que ampliaram com o atacante brasileiro naturalizado espanhol Rodrigo. O craque argentino Lionel Messi descontou para a equipe catalã, mas não pôde evitar a derrota.

O triunfo dá ao Valencia, que comemora 100 anos de fundação, o seu oitavo título do torneio espanhol. A última glória do clube foi em 2008, há 11 anos, justamente nesta competição. Já o Barcelona, que venceu o Campeonato Espanhol, perdeu a chance de fazer a dobradinha nacional. Os catalães venceram as últimas quatro edições da Copa do Rei, mas desta vez a taça escapou. Ainda assim, segue como o maior ganhador, com 30 conquistas. O Athletic Bilbao é o segundo com 24, enquanto que o Real Madrid é o terceiro, com 19.

O jogo começou estudado, com mais posse de bola para o Barcelona, armado no seu tradicional 4-3-3, mas desfalcado do centroavante uruguaio Luis Suárez e do ponta francês Ousmane Dembélé, lesionados. Já o Valencia, escalado no 4-4-2, foi o primeiro a criar uma chance real de gol.

Aos quatro minutos, o capitão Dani Parejo avançou pela direita, mas foi interceptado por Clément Lenglet. O zagueiro francês, porém, cortou errado e acabou entregando a bola para Rodrigo. O atacante ficou cara a cara com Jasper Cillessen, driblou o goleiro holandês e chutou, mas Piqué tirou de carrinho em cima da linha, compensando a falha do companheiro de zaga.

Após o susto, o Barcelona retomou o controle da partida, mas o Valencia começou a gostar do jogo. Aos 21 minutos, o time de Lionel Messi não pôde evitar que ao adversário abrisse o placar. O zagueiro brasileiro Gabriel Paulista fez excelente para o lateral-esquerdo Gayà, que dominou livre na ponta canhota e tocou para Gameiro na entrada da área. O centroavante driblou Jordi Alba e bateu forte para inaugurar o marcador em Sevilha - foi a primeira vez que a casa do Betis recebeu a decisão da Copa do Rei.

Após o 1 a 0, o Valencia melhorou, passando a ocupar mais o campo do adversário. Aos 32 minutos, a equipe ampliou. Soler recebeu bom passe em profundidade pela ponta direita, carregou até a linha de fundo e cruzou forte para o centro. Livre de marcação, Rodrigo testou para o chão e não deu chances para Cillessen, complicando a vida do Barcelona.

Em grande desvantagem no placar, a equipe da Catalunha tentou intensificar a produção ofensiva já no final da etapa inicial, mas não foi capaz de descontar nos 45 minutos iniciais. O meia croata Ivan Rakitic, duas vezes, e Messi até tentaram, mas a bola não entrou.

A partida foi para o intervalo com o 2 a 0 no marcador e o técnico Ernesto Valverde processou duas alterações no Barcelona. O ponta brasileiro Malcom entrou na vaga do lateral-direito português Nelson Semedo, movendo o espanhol Sergi Roberto para a linha defensiva. Já o volante chileno Arturo Vidal substituiu Arthur, da seleção brasileira, no setor de meio de campo.

As mudanças surtiram efeito e o Barcelona voltou melhor na segunda etapa, mas o Valencia foi o primeiro a levar perigo novamente. Logo aos 3 minutos, O meia português Gonçalo Guedes tabelou bem com Gameiro e chutou forte, mas a bola passou à direita da meta defendida por Cillessen.

Depois, porém, Messi e companhia passaram a assustar. Aos 10 minutos, o argentino fez boa jogada pela direita após receber passe de calcanhar de Malcom e chutou com o lado externo do pé esquerdo na trave. No rebote, Vidal desperdiçou boa oportunidade e mandou para fora.

Quinze minutos depois, o brasileiro voltou a criar uma chance. Malcom chegou na entrada da área e rolou para Piqué, que aparecia no comando de ataque. Na sequência, porém, o espanhol mostrou que é zagueiro e chutou mal, para fora.

Entretanto, aos 27 minutos, o Valencia não pôde evitar o gol do Barcelona. Aparecendo bem outra vez, Malcom cobrou escanteio pela direita, Lenglet testou forte para grande defesa do goleiro espanhol Jaume Domènech, mas Messi aproveitou o rebate para empurrar para as redes. Reta final da partida e 2 a 1 no placar.

Nos minutos finais, o Barcelona foi para cima em busca do empate, mas não conseguiu superar a defesa dos adversários. Vidal até teve uma chance clara, mas estava impedido e mandou para fora.

Nos acréscimos, Guedes teve grande oportunidade para fazer o 3 a 1, mas chutou para fora quando estava cara a cara com o goleiro. O português ainda desperdiçou outra excelente chance, quando Cillessen estava fora do gol depois de subir para um escanteio. O meia mandou para fora, mas o erro não tirou o título dos comandados do espanhol Marcelino García Toral.



Relacionados

Futebol | 25-06-2019 13:40

Goleiro do Flu, Rodolfo é flagrado em antidoping por suspeita de uso de cocaína

Goleiro do Flu, Rodolfo é flagrado em antidoping por suspeita de uso de cocaína

Futebol | 25-06-2019 10:25

Lyon oficializa a contratação do volante Jean Lucas, ex-Flamengo e Santos

Lyon oficializa a contratação do volante Jean Lucas, ex-Flamengo e Santos

Futebol | 25-06-2019 10:05

Após queda do Equador, Arboleda revela que 'há possibilidade' de deixar São Paulo

Após queda do Equador, Arboleda revela que 'há possibilidade' de deixar São Paulo

Futebol | 25-06-2019 09:35

Atletas da seleção são recebidas com festa na chegada ao Brasil: 'Nunca vi assim'

Atletas da seleção são recebidas com festa na chegada ao Brasil: 'Nunca vi assim'