'O problema é quando dizem que você está prestigiado', brinca Jair Ventura

Estadão Conteúdo
Futebol | Publicado em 09/11/2018 às 17:05

(Alexandre Schneider/Getty Images)

O técnico Jair Ventura concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira e usou do bom humor para comentar a declaração do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, na véspera. O mandatário disse que não tinha como garantir o treinador em 2019.

"Depois do que a gente viu que aconteceu no Real Madrid (demissão do técnico Julen Lopetegui após três meses de trabalho), ninguém está garantido em 2019. Iria ficar preocupado se o Andrés dissesse que eu estava prestigiado. Quando fala que o técnico está prestigiado... Ou cai no mesmo dia ou no dia seguinte", brincou o treinador.

Andrés também foi realista e criticou o desempenho de Jair Ventura à frente da equipe. No entanto, o presidente disse que a culpa não é só do técnico. Na visão dele, todos têm sua parte de responsabilidade, da diretoria aos jogadores.

Jair tem 13 jogos no comando do Corinthians, com três vitórias, quatro empates e seis derrotas. "O Andrés é um cara sincero, falou uma verdade. Nossos números não são bons. Espero melhorar para ter uma pré-temporada, pegar um trabalho do início e vencer títulos", concordou o treinador.

O Corinthians tem neste sábado uma boa oportunidade para mandar a má fase para longe. Às 17h, receberá o São Paulo na Arena pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nos oito duelos que teve com o rival em casa, o time alvinegro venceu seis e empatou dois - nunca perdeu.

"É clássico. Se você olhar a tabela, o São Paulo está na parte de cima, nós estamos na parte intermediária. Mas é clássico, teremos casa cheia, 35 mil ingressos vendidos. A torcida vai nos empurrar. Espero que a gente esteja atento aos detalhes, que têm nos custado caro nos últimos jogos", disse Jair.

O treinador também tratou de minimizar qualquer pressão em cima dos jogadores por ter que vencer o clássico. "Vencer no futebol é sempre obrigação. Você não tem tranquilidade, mas alívio. Não adianta ganhar o clássico e perder os próximos cinco jogos. Aqui é Corinthians, tem pressão em todos os jogos. Lógico que é clássico, mas os outros jogos são determinantes. Quando você vence, é obrigação, quando perde, é questionado. Eu me preparei para isso, não tem como ser diferente", finalizou.

O Corinthians está em 12º lugar na tabela do Campeonato Brasileiro, com 39 pontos, a cinco de distância da zona de rebaixamento. Para a partida, o treinador tem apenas uma dúvida: o volante Douglas sentiu dores na coxa no treino deste sábado, foi relacionado, mas passará por um teste horas antes do confronto.

O provável time que entrará em campo terá: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Douglas (Ángelo Araos) e Jadson; Pedrinho, Danilo e Romero.



Relacionados

Futebol | 07-10-2018 12:40

Higuaín marca dois gols e Milan bate Chievo no Italiano; Lazio também vence

Higuaín marca dois gols e Milan bate Chievo no Italiano; Lazio também vence

Futebol | 07-10-2018 12:25

Chelsea bate o Southampton, volta a vencer no Inglês e embola briga pela ponta

Chelsea bate o Southampton, volta a vencer no Inglês e embola briga pela ponta

Futebol | 07-10-2018 06:40

Futebol brasileiro começa a sentir os efeitos da 'fake news' na internet

Futebol brasileiro começa a sentir os efeitos da 'fake news' na internet

Futebol | 06-10-2018 23:14

Grêmio sai atrás, mas arranca empate do Bahia na Arena com pênalti polêmico

Grêmio sai atrás, mas arranca empate do Bahia na Arena com pênalti polêmico