Linha 4

Publicidade

Primeira transação internacional da história do clube, Paulo Baya se despede do FC Cascavel rumo ao Japão

Redação Tarobá News

Paulo Henrique Silva Ribeiro, de 21 anos, natural de Bom Jesus do Tocantins no Pará, está de partida para o Japão, ele embarca para São Paulo na manhã desta quinta-feira (01) e na sexta-feira segue com destino ao novo clube. Mas antes de embarcar no avião rumo ao outro lado do mundo, onde vestirá a camisa do Ventforet Kofu, a joia da base do Futebol Clube Cascavel, Paulo Baya, já escreveu uma linda história com o manto da Serpente Aurinegra.

“Essa ida do Paulo Baya para o Japão é muito importante porque abre espaço e mostra que o trabalho que estamos realizando está sendo observado mundo afora. Devemos isso às parcerias estabelecidas pelo nosso diretor de futebol Rudinei Guimarães e nosso gerente de futebol Marcus Vinicius”, disse o presidente do FC Cascavel, Valdinei Silva.

O diretor de futebol do FC Cascavel, Rudinei Guimarães destacou a ida do atleta para o Japão e falou de alguns pontos fortes do menino formado na base da Serpente. “Acredito que é a primeira transação internacional do FC Cascavel de muitas. O trabalho que o clube realiza é sério, com princípios e voltados para o ser humano sempre. O Baya tem tudo para dar certo, alto, forte, com um biotipo de jogador europeu. Tenho certeza que fará sucesso lá no Japão”.


Uma joia lapidada

Entre os vários fatos e acontecimentos na passagem pelo time de Cascavel, uma coisa não se pode negar: o garoto tem estrela! Baya chegou ao FC Cascavel no início da temporada de 2019, para realizar um teste, e logo foi aprovado para integrar o time Sub-20 que disputou o Campeonato Paranaense da categoria.

Diretor-geral do time de Cascavel, Sebastião Marques lembra como foi a chegada de Baya ao Centro de Treinamentos da Serpente Aurinegra. “Quando eu vi aquele moleque chegando magrelo, todo desengonçado, e me lembro, dou risada. Ele tinha excesso de potássio por gostar de comer banana, gosta até hoje e na época tivemos que proibir ele de comer. Hoje, quando vejo o que ele se tornou fico feliz. Sempre acompanhei ele e todos os meninos da base de perto porque eles são o futuro do clube, nossas joias, e ativos que podem trazer retornos futuros”.

Sebastião também comentou um pouco sobre o trabalho realizado com o jovem para que ele pudesse chegar ao nível que se encontra atualmente. “O FC Cascavel deu todo o apoio possível, por meio de exames, acompanhamento médico, físico e odontológico. Hoje é uma grata surpresa, um atleta trabalhador, educado, que se dedica e tem conquistado seu espaço dele dentro do futebol. Desejo sucesso na caminhada dele, que ele possa sempre olhar para trás, lembrar de onde saiu, das suas origens. Tenho certeza que ele vai alcançar coisas ainda maiores, pela pessoa que é e pelo talento que tem. É um moleque do bem.”

“Desde quando cheguei fui bem recebido e bem tratado, todos os funcionários sempre cuidaram muito bem de mim. O FC Cascavel foi minha última chance no futebol, era o meu último ano no Sub-20, e se não desse certo, eu já tinha decidido que iria ter que buscar outra forma de ganhar a vida e ajudar minha família, por isso sempre serei grato a este clube, que me deu uma chance de crescer e mostrar meu futebol”, comenta Baya.


O crescimento em campo

Com belas atuações e gols nas competições de base, Paulo chamou atenção da diretoria e comissão técnica, que aos poucos foi inserindo o garoto junto ao elenco da equipe profissional. O talento do menino somado a sua dedicação nos treinamentos do time que se preparava para a temporada 2020, o levou de promessa da base para titular do FC Cascavel na campanha histórica daquele ano.

“Vivi dois anos e meio no Futebol Clube Cascavel, onde fui muito feliz e tive momentos inesquecíveis que vou guardar pro resto da vida. Foi com essa camisa que consegui realizar meu sonho de criança, que era se tornar jogador de futebol.  Sou muito grato pela diretoria do clube, vou sentir saudades. Ainda é cedo pra falar, mas espero um dia poder voltar e atuar pela Serpente Aurinegra novamente”, falou o atacante, em sua despedida do clube.

A estrela de Paulo Baya brilhou logo em seu primeiro jogo como profissional. Foi no dia 19 de janeiro de 2020, pela 1ª rodada do Campeonato Paranaense, logo em sua estreia, que ele marcou seu primeiro gol da carreira, um belo gol por sinal, anotado contra o time do Coritiba, diante da torcida adversária que lotava o Estádio Couto Pereira.

A jovialidade e potência nos chutes não pararam por aí, ele queria mais, queria mostrar que aquele momento único, seu primeiro gol como profissional, a primeira comemoração, a emoção do grito de gol, os holofotes apontados para si, não poderiam parar ali. Pela 2ª rodada da competição, Paulo Baya novamente marcava outro gol, seu segundo na história como jogador de futebol, e seu primeiro no Estádio Olímpico Regional, tento esse que deu a vitória para o time da casa contra a equipe do Operário por 1x0. Ele também marcou outro gol na vitória da Serpente Aurinegra contra o Londrina, pela 10ª rodada da competição, chegando a 3 gols no estadual.

Mesmo com o sucesso imediato, o garoto mostrou personalidade, continuou trabalhando firme, buscando seu espaço e auxiliando seus companheiros dentro de campo. Toda essa dedicação também contou com o acompanhamento da diretoria e comissão técnica do time de Cascavel, que buscou orientar e auxiliar Paulo durante o processo de transição da base para o profissional.

Aposta essa que rendeu frutos, não só individualmente para Baya, mas também para o FC Cascavel, que em 2020 conquistou não só o 3º lugar na classificação geral do Campeonato Paranaense, sua melhor campanha na competição estadual, mas também a vaga para disputar a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série D de 2021.


Formação de jovens talentos

Por falar em apostas nos jovens formados nas categorias de base, Valdinei Silva comentou sobre o trabalho realizado com os garotos e qual o projeto futuro. “Temos uma categoria de base muito próspera, nosso desejo é continuar realizando um grande trabalho a longo prazo. Esperamos ainda mais sucesso com o novo Centro de Treinamentos que está sendo preparado e será destinado exclusivamente para formação de novos atletas da base da Serpente Aurinegra. Com muito trabalho e dedicação, vamos levar o FC Cascavel e a cidade de Cascavel ao nível que ela merece".


Destaque nacional

A história do FC Cascavel e do Paulo Baya também foi repleta de alegrias durante a disputa da competição nacional em 2020. Foram sete gols marcados, dois contra a Cabofriense do Rio de Janeiro, dois contra o Toledo, um sobre a Portuguesa carioca, outro sobre Bangu do Rio de Janeiro e um contra o time paulista do Grêmio Novorizontino.

Entre os gols marcados, um deles em especial está guardado para sempre na memória do jogador. Foi contra a Cabofriense do Rio de Janeiro, pela última rodada da fase de grupos do Brasileirão, que foi anotado aos 57 minutos do 2º tempo em uma bela cobrança de falta de muito longe, que deu ao FC Cascavel uma classificação para o mata-mata da competição nacional. “São dois momentos vão ficar para sempre na minha memória: o meu primeiro gol como profissional contra o Coritiba no Paranaense de 2020 e também o gol de falta contra a Cabofriense, que foi de longe, no último lance do jogo, valendo a classificação para o mata-mata do Campeonato Brasileiro”

“Tive experiência como jogador de futebol no Japão, a maneira com o Paulo se comporta dentro de campo vai fazer com que ele consiga se impor lá também. Com as qualidades que ele possui de velocidade, força, passe e principalmente de finalização para o gol, tenho certeza que fará sucesso e será muito feliz. Ficamos aqui no Brasil na torcida por ele e também na expectativa de que novos atletas como ele surjam em breve com o nosso novo CT que será destinado para as categorias de base”, completou Rudinei.


Um legado importante

Em sua passagem pela Serpente Aurinegra, Paulo atuou na equipe profissional em 27 jogos, marcando 10 gols, a maioria com sua marca registrada: chutes de longa distância e bolas paradas. Tudo isso torna o menino de 21 anos, o segundo maior artilheiro da história do FC Cascavel.

Sobre Paulo Baya, Valdinei comenta que vai ficar na torcida pelo garoto mesmo do outro lado do mundo. “Temos grandes expectativas, esperamos que o Paulo faça muito sucesso para que possa abrir ainda mais o mercado do FC Cascavel. Além dele, temos outras negociações de atletas bem sucedidas, um exemplo é o João Paulo Bitelo que está no Grêmio e já atuou pelo time profissional no Gauchão deste ano”.

“Eu nunca desisti, em nenhum momento. Esse é o meu recado para os meninos da base: não desistam do seu sonho. Trabalhe bastante, se dedique, seja focado que tudo tem seu tempo, todo esforço tem sua recompensa. Não poderia deixar de falar sobre gratidão, a minha família que sempre me apoiou, ao clube, ao presidente Valdinei Silva e também aos demais membros da diretoria, Sebastião Marques, Rudinei, Guimarães, Marcus Vinicius. Sem esquecer de todos os funcionários dos diversos setores do clube, comissão técnica, fisioterapias, as tias da cozinha, todos foram importantes durante a minha passagem e na realização deste sonho”, finalizou Paulo Baya.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade