River e Lanús abrem hoje semifinais da Libertadores

Antonio Mendonça
Futebol | Publicado em 24/10/2017 às 10:48

River e Lanús abrem hoje semifinais da Libertadores | Foto: Alejandro Pagni / AFP / CP

Dois clubes argentinos abrem nesta terça-feira as semifinais da Taça Libertadores da América. A partir das 20h15min (horário de Brasília), o River Plate recebe o Lanús no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. O River Plate, treinado por seu ex-jogador Marcelo Gallardo, busca o tetracampeonato, após ter vencido em 1986, 1996 e 2015.

Para chegar a esta fase, os millonarios levaram um susto diante do boliviano Jorge Wilstermann. No jogo de ida, levaram 3 a 0, e pareciam eliminados. Mas em casa aplicaram uma goleada histórica de 8 a 0, com cinco gols de Ignacio Scocco, ex-Inter e Newell’s.

O Lanús, dirigido por Jorge Almirón, também sofreu para chegar às semifinais. Jogando contra o igualmente argentino San Lorenzo, o time perdeu a primeira partida por 2 a 0 no Nuevo Gasómetro. Mas, no confronto de volta, devolveu o placar e avançou nos pênaltis.

A equipe fez a segunda melhor campanha na primeira fase da competição, ficando só atrás do Atlético-MG. Por isso fará o segundo jogo das semifinais no seu estádio, o Néstor Díaz Pérez. E se for à decisão, também decidirá em seu território.

Fonte: Correio do Povo



Relacionados

Futebol | 07-10-2018 12:40

Higuaín marca dois gols e Milan bate Chievo no Italiano; Lazio também vence

Higuaín marca dois gols e Milan bate Chievo no Italiano; Lazio também vence

Futebol | 07-10-2018 12:25

Chelsea bate o Southampton, volta a vencer no Inglês e embola briga pela ponta

Chelsea bate o Southampton, volta a vencer no Inglês e embola briga pela ponta

Futebol | 07-10-2018 06:40

Futebol brasileiro começa a sentir os efeitos da 'fake news' na internet

Futebol brasileiro começa a sentir os efeitos da 'fake news' na internet

Futebol | 06-10-2018 23:14

Grêmio sai atrás, mas arranca empate do Bahia na Arena com pênalti polêmico

Grêmio sai atrás, mas arranca empate do Bahia na Arena com pênalti polêmico