Sampaoli convoca Argentina e volta a deixar Higuaín fora da lista

Estadão Conteúdo
Futebol | Publicado em 20/10/2017 às 16:30

Após conquistar uma sofrida classificação para a Copa do Mundo de 2018, a Argentina vai enfrentar a anfitriã Rússia no seu primeiro amistoso de preparação para o torneio. E, nesta sexta-feira, o técnico Jorge Sampaoli anunciou a lista de convocados para o compromisso, deixando mais uma vez de fora o atacante Gonzalo Higuaín.

Além da Rússia, em 10 de novembro, em Moscou, a Argentina também pretende disputar outro amistoso no período reservado pela Fifa para compromissos das seleções nacionais, mas o adversário ainda não está determinado.

Higuaín fez parte do grupo da Argentina que perdeu as finais da Copa do Mundo de 2014 e das edições de 2015 e 2016 da Copa América, mas não foi convocado nenhuma vez por Sampaoli, que assumiu o comando da equipe no início de junho.

Sampaoli, porém, tentou negar que o atacante da Juventus esteja fora dos seus planos para a seleção. "Caberá a nós avaliar Higuaín para ver se vai ao Mundial ou não. Higuaín é um jogador que está muito presente. Com ele, não há o que provar", disse.

O técnico promoveu o retorno do atacante Sergio Agüero, do Manchester City, que havia ficado de fora dos últimos compromissos da Argentina por causa de uma lesão, mas agora voltou a ser chamado. Além disso, o treinador chamou pela primeira vez os meio-campistas Matias Kranevitter, do russo Zenit, e Diego Perotti, da Roma.

A vaga da Argentina só veio em seu jogo final nas Eliminatórias Sul-Americanas, quando derrotou a seleção equatoriana por 3 a 1. A equipe, inclusive, chegou para a última rodada fora da zona de classificação para a Copa do Mundo, mas contou com três gols de Lionel Messi para garantir a sua classificação, ficando atrás apenas de Brasil e Uruguai na classificação.

Com a vaga conquistada, Sampaoli agora quer fazer com quer Messi e Paulo Dybala atuem juntos, ainda que o atacante da Juventus tenha declarado anteriormente que considera difícil se associar ao astro do Barcelona porque eles atuam na mesma posição.

Dybala foi chamado para os últimos dois jogos da Argentina nas Eliminatórias, assim como para os próximos amistosos, mas não saiu do banco de reservas contra Peru e Equador. "Não vejo que seja tão difícil que Messi e Dybala possam se complementar em campo. Estabelecer compatibilidade entre os jogadores é a tarefa do treinador", disse Sampaoli.

Confira a lista de convocados da seleção argentina:

Goleiros: Sergio Romero (Manchester United), Nahuel Guzmán(Tigres) e Gerónimo Rulli (Real Sociedad).

Defensores: Gabriel Mercado (Sevilla), Javier Mascherano (Barcelona), Nicolás Otamendi (Manchester City), Federico Fazio (Roma) e Germán Pezzella(Fiorentina).

Meio-campistas: Diego Perotti (Roma), Matías Kranevitter (Zenit), Ever Banega (Sevilla), Eduardo Salvio (Benfica), Emiliano Rigoni (Zenit), Lucas Biglia

(Milán), Marcos Acuña (Sporting Lisboa), Ángel Di María (Paris Saint Germain), Alejandro Gómez (Atalanta) e Leandro Paredes (Zenit).

Atacantes: Sergio Agüero (Manchester City), Paulo Dybala (Juventus), Mauro Icardi (Inter de Milão) e Lionel Messi (Barcelona).



Relacionados

Futebol | 23-09-2018 18:10

Com um a menos, Barça arranca empate com Girona e sustenta liderança do Espanhol

Com um a menos, Barça arranca empate com Girona e sustenta liderança do Espanhol

Futebol | 23-09-2018 15:05

Arsenal derrota Everton por 2 a 0 e encosta nos líderes do Campeonato Inglês

Arsenal derrota Everton por 2 a 0 e encosta nos líderes do Campeonato Inglês

Futebol | 23-09-2018 14:20

Bologna ganha a primeira no Italiano e aumenta a crise na Roma; Lazio goleia

Bologna ganha a primeira no Italiano e aumenta a crise na Roma; Lazio goleia

Futebol | 23-09-2018 13:45

Grêmio sai atrás do placar duas vezes, vira contra o Ceará e reage no Brasileirão

Grêmio sai atrás do placar duas vezes, vira contra o Ceará e reage no Brasileirão