Simone Biles faz história no Mundial; Flávia Saraiva fica em 4º no solo

Estadão Conteúdo
Ginástica | Publicado em 13/10/2019 às 11:55

Foto: LIONEL BONAVENTURE / AFP

A norte-americana Simone Biles quebrou o recorde de maior número de medalhas de todos os tempos obtido por qualquer ginasta no Mundial de Ginástica Artística. Ela garantiu mais dois ouros neste domingo, um no solo e outro na trave, na atual edição do evento que está sendo realizada em Stuttgart, na Alemanha. Nos mesmos eventos, a brasileira Flávia Saraiva ficou em quarto e sétimo lugar, respectivamente.

Com mais essas duas láureas, Biles soma 25 medalhas na competição. A melhor marca anterior era do ginasta bielo-russo Vitaly Scherbo, com 23 conquistas. Ela já havia conquistado o ouro por equipes na última terça-feira; no individual geral, na quinta-feira, e no salto neste sábado. Das 25 medalhas, 19 são ouro, contra 12 de Scherbo.

No domingo, a ginasta de 22 anos conseguiu uma nota 15,066 na trave após uma rotina quase perfeita, optando por uma desmontagem mais simples do que o duplo-duplo - um giro duplo dentro de um backflip duplo - realizado no início do campeonato. Já tanto a prata como o bronze ficaram com a China: Liu Tingting fez 14,433 e Li Shijia, com um somatório de 14,300.

E o desempenho da americana poderia ser ainda mais espetacular não fosse o quinto lugar nas barras assimétricas, no sábado, que acabou com as chances de Biles ganhar uma medalha em todos os seis eventos dos quais participou, O feito já havia sido alcançado por ela no ano passado, em seu retorno ao Mundial depois de optar por um ano sabático em 2017.

A representante do Brasil nas duas provas foi Flávia Saraiva. A atleta carioca ficou muito perto de um pódio no solo ao obter uma nota 13,966 em sua apresentação e ficou a míseros 0,100 de faturar uma medalha de bronze.

"Cada atleta tem seu potencial. Dei o meu melhor. Competição é competição. Agora é voltar para casa e trabalhar cada décimo para melhorar. Sempre têm passadas melhores, mais difíceis para se fazer - comentou Flávia, em entrevista ao canal SporTV.

Na disputa da trave, Flávia, de 20 anos, caiu logo na primeira tentativa de acrobacia, mas ficou com a sexta colocação após uma bela apresentação na última série, fechando seu somatório em 13,400.



Relacionados

Londrina | 29-10-2019 08:47

Londrina sedia Campeonato Paranaense de Conjuntos de Ginástica Rítmica

Londrina sedia Campeonato Paranaense de Conjuntos de Ginástica Rítmica

Ginástica | 13-10-2019 12:35

Arthur Nory escreve seu nome na ginástica brasileira com ouro em Stuttgart

Arthur Nory escreve seu nome na ginástica brasileira com ouro em Stuttgart

Ginástica | 12-10-2019 15:35

Simone Biles leva ouro no salto, mas fica fora do pódio nas barras no Mundial

Simone Biles leva ouro no salto, mas fica fora do pódio nas barras no Mundial

Ginástica | 12-10-2019 15:35

Arthur Zanetti fica apenas em 5º na final das argolas em Stuttgart

Arthur Zanetti fica apenas em 5º na final das argolas em Stuttgart