Campeã olímpica, Sarah Menezes renova contrato com Flamengo até Tóquio-2020

Estadão Conteúdo
Luta | Publicado em 28/03/2019 às 20:25

Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Campeã olímpica nos Jogos de Londres-2012, a judoca Sarah Menezes anunciou nesta quinta-feira a renovação de seu contrato com o Flamengo até a Olimpíada de Tóquio-2020.

"Estou muito feliz. Me sinto à vontade aqui no clube, minha família praticamente toda é rubro-negra e quero fazer parte da história do judô no clube, que é muito vencedor. Fico bastante grata por permanecer por mais tempo no Fla, pois minha identificação foi quase instantânea", disse Sarah.

A atleta piauiense chegou à Gávea em março do ano passado e, logo em sua primeira competição, se sagrou campeã carioca. Pela seleção brasileira, a atleta foi bronze no Grand Prix de Tbilisi, na Geórgia, e de Antália, na Turquia. Em dezembro, Sarah venceu a seletiva olímpica do ciclo Tóquio-2020 e garantiu vaga na equipe nacional em 2019.

Em fevereiro deste ano, a atleta decidiu mudar de categoria e passou do peso ligeiro (até 48kg) para o meio-leve (até 52kg). Aos 29 anos, Sarah Menezes tem como objetivo participar de sua quarta Olimpíada.

Para isso, a rubro-negra precisa subir ao pódio em competições internacionais com a seleção. "Terei pela frente algumas etapas de Grand Slam, Grand Prix, os Jogos Pan-Americanos e o Campeonato Mundial. Para garantir uma vaga na olimpíada, eu preciso subir em todos os pódios das competições que disputar, tenho que somar o máximo de pontos possível para melhorar o meu ranqueamento. Como troquei de categoria agora, estou bem atrás das demais atletas."

Sarah aproveitou para fazer uma análise das futuras adversárias. "Tem muita gente forte nesta categoria. Japão, Rússia, Casaquistão, China, Mongólia, Kosovo, cuja judoca é a atual campeã olímpica."

Na semana que vem, Sarah vai disputar o Grand Prix da Turquia, primeira competição importante na sua trajetória em busca de um lugar em Tóquio. A atleta indicou pontos que ela considera que deverão ser melhorados em seu desempenho.

"Acredito que meu nervosismo vai diminuir bastante com relação à primeira competição disputada na categoria 52 quilos. Me cobrei muito para ter um bom resultado rápido, mas acabei ficando sem nenhuma medalha. Também estou trabalhando bastante para controlar a ansiedade, com o objetivo de me manter tranquila no decorrer da competição."



Relacionados

Luta | 15-03-2020 10:30

Charles do Bronx finaliza Kevin Lee no UFC Brasília, sem público; Durinho vence

Charles do Bronx finaliza Kevin Lee no UFC Brasília, sem público; Durinho vence

Luta | 13-03-2020 01:50

Brasil terá três atletas do taekwondo nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Brasil terá três atletas do taekwondo nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Luta | 12-03-2020 06:35

Esquiva Falcão coloca medalha de prata olímpica à venda por R$ 234 mil

Esquiva Falcão coloca medalha de prata olímpica à venda por R$ 234 mil

Luta | 01-03-2020 10:00

Esquiva Falcão nocauteia argentino e pede chance de disputar título do CMB

Esquiva Falcão nocauteia argentino e pede chance de disputar título do CMB