Charles do Bronx finaliza Kevin Lee no UFC Brasília, sem público; Durinho vence

Estadão Conteúdo
Luta | Publicado em 15/03/2020 às 10:30

No auge de sua carreira, Charles do Bronx emendou a sétima vitória seguida no peso leve (até 70kg). O brasileiro, que é o recordista em finalizações na história do UFC, encaixou uma guilhotina para derrotar o norte-americano Kevin Lee e vencer a luta principal do UFC Brasília, que não teve público em razão da pandemia do novo coronavírus.

"Eu vim fazer história mais uma vez, dessa vez sem ninguém torcendo. Como meu time gosta de dizer, estava escrito. A gente veio buscar o que é nosso. Meu time nunca deixou subir na minha cabeça que eu sou recordista de finalização. Essa é apenas mais uma. Eu venho fazer meu trabalho, mostrar que um cara humilde pode corre atrás do que ele quer", destacou o lutador paulista, dono de 14 vitórias por finalização. O brasileiro também empatou com Donald Cerrone com mais triunfos por interrupção na história da organização - cada um tem 16.

O UFC Brasília foi o primeiro da história sem público. A torcida não pôde assistir às lutas em razão de um decreto do governo do Distrito Federal, obrigando a organização a fechar os portões por conta da pandemia do Covid-19, espalhada pelo mundo inteiro.

Charles do Bronx chegou à vitória no terceiro round. Depois de dois assaltos em que foi agressivo e deixou o norte-americano cansado, o brasileiro foi com tudo para cima do rival. Conseguiu acertar um chute frontal, ficou um período na trocação franca até que a luta foi para o chão e Charles encaixou uma guilhotina perfeita, obrigando Lee a dar os três tapas e desistir.

DURINHO NOCAUTEIA DEMIAN MAIA

Mirando o topo da categoria dos pesos meio-médios (até 77kg), Gilbert Durinho nocauteou o compatriota Demian Maia no primeiro round do co-evento principal do UFC Brasília. No duelo, que opôs dois lutadores faixas-pretas de alto nível, Durinho foi mais inteligente e acertou um forte cruzado de esquerda para nocautear o veterano aos 2min34s do primeiro round.

O triunfo é o quinto consecutivo de Durinho no UFC e o mais importante de sua carreira, que o fará subir posições no ranking. Enquanto Demian, por outro lado, teve a sequência de três vitórias interrompida e fica cada vez mais perto de se aposentar.

"Eu acho que para você virar uma lenda, você precisa vencer lendas. O Demian é uma lenda e eu sabia que poderia nocautear ou finalizar. Eu sei da minha força. Sem querer subestimar ninguém, mas eu sei do meu potencial. Eu fiz o que um monte de cara duro não fez em menos de um round. Eu estou muito emocionado, muito feliz com a minha performance", celebrou Durinho.

Em sua cidade natal, Renato Moicano estreou no peso leve (até 70kg) com uma vitória fulminante em cima do bósnio Damir Hadzovic. Motivado e explosivo, o brasileiro finalizou o oponente em apenas 44 segundos no primeiro round, conseguindo espantar a má fase após duas derrotas seguidas.

Apesar do triunfo, Moicano se mostrou frustrado por não poder se apresentar em frente aos seus familiares por conta da medida preventiva em meio à pandemia de coronavírus de realizar o evento com portões fechados. Na entrevista no octógono, o brasileiro também manifestou o desejo de enfrentar o norte-americano Paul Felder, que vem de derrota para Dan Hooker e ocupa atualmente o sétimo lugar no ranking da divisão até 70 kg.



Relacionados

Cascavel | 06-02-2020 13:20

Projeto Karatê para Todos abre 200 vagas gratuitas

Projeto Karatê para Todos abre 200 vagas gratuitas

Luta | 02-02-2020 17:11

Judoca Beatriz Souza é campeã de Aberto Europeu em Portugal

Judoca Beatriz Souza é campeã de Aberto Europeu em Portugal

Luta | 26-01-2020 15:01

Junior Cigano é nocauteado por Curtis Blaydes na luta principal do UFC Raleigh

Junior Cigano é nocauteado por Curtis Blaydes na luta principal do UFC Raleigh

Luta | 25-01-2020 14:50

Judô brasileiro fatura dois bronzes e uma prata e fecha Grand Prix com 5 medalhas

Judô brasileiro fatura dois bronzes e uma prata e fecha Grand Prix com 5 medalhas