Federer diz que decidirá "em breve" se disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio

Estadão Conteúdo
Tênis | Publicado em 17/09/2019 às 13:45

Roger Federer afirmou que decidirá em breve se participará dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. O lendário tenista suíço revelou que o seu calendário de competições no próximo ano está planejado até o Grand Slam de Wimbledon, que termina em 12 de julho. E no dia 25 do mesmo mês começam as disputas do tênis da Olimpíada, que terminam em 2 de agosto, menos de uma semana antes de ele comemorar o seu 39º aniversário.

Falando antes da Laver Cup, torneio que ocorrerá entre esta sexta-feira e domingo, em Genebra, na Suíça, o recordista de títulos de Grand Slam disse que está "muito empolgado com a perspectiva" de estar presente no grande evento na capital japonesa.

"Eu acho que vou decidir sobre os Jogos Olímpicos nas próximas semanas, espero que no próximo mês ou em breve", avisou o suíço, em uma entrevista transmitida por um canal de TV público do seu país. Ele deixou transparecer que a questão física será o mais importante para a tomada desta decisão. "Eu apenas tenho de ver como estará a minha família e como estará o meu corpo", explicou ao comentar a possibilidade de disputar os Jogos de 2020, que seriam o quinto de sua trajetória olímpica.

Federer, por sinal, conheceu a sua esposa, Mirka, que é uma ex-tenista, durante a sua participação na Olimpíada de Sydney-2000, na Austrália, e por duas vezes foi o porta-bandeira da Suíça durante cerimônias de abertura dos Jogos. "Este tem sido um evento especial para mim", ressaltou o atleta nascido em 8 de agosto de 1981.

Ao longo de suas participações na Olimpíada, Federer foi medalhista de ouro no torneio de duplas do tênis masculino em Pequim-2008, atuando ao lado do seu compatriota Stan Wawrinka, e também faturou uma prata na competição de simples da modalidade em Londres-2012, onde caiu na final diante do britânico Andy Murray na quadra central de Wimbledon. Depois disso, ele acabou ficando fora dos Jogos do Rio-2016 por estar lesionado.

LAVER CUP - Na Laver Cup que começa na próxima sexta-feira, o atual terceiro colocado do ranking mundial vai integrar o chamado Time Europa, que também conta com o espanhol Rafael Nadal, vice-líder da ATP, o austríaco Dominic Thiem (5º), o alemão Alexander Zverev (6º), o grego Stefanos Tsitsipas (7º) e o italiano Fabio Fognini (11º). Esta equipe terá como capitão o lendário ex-tenista sueco Bjorn Borg.

O evento, em homenagem ao australiano Rod Laver, que venceu 11 títulos de Grand Slam entre 1960 e 1969, entrou no calendário oficial da ATP neste ano e ainda tem a presença do Time Mundo, cujo capitão é o ex-tenista John McEnroe. Esta equipe é formada pelos norte-americanos Taylor Fritz, John Isner e Jack Sock, pelos canadenses Milos Raoni e Denis Shapovalov, além do australiano Nick Kyrgios.



Relacionados

Tênis | 12-10-2019 10:55

Alexander Zverev e Daniil Medvedev avançam à final do Masters 1000 de Xangai

Alexander Zverev e Daniil Medvedev avançam à final do Masters 1000 de Xangai

Tênis | 12-10-2019 08:10

Melo e Soares vencem e garantem final brasileira na chave de duplas em Xangai

Melo e Soares vencem e garantem final brasileira na chave de duplas em Xangai

Tênis | 11-10-2019 13:05

Djokovic e Federer caem nas quartas em Xangai; Melo e Soares avançam nas duplas

Djokovic e Federer caem nas quartas em Xangai; Melo e Soares avançam nas duplas

Tênis | 08-10-2019 12:00

Federer avança às oitavas na estreia em Xangai e Murray é eliminado

Federer avança às oitavas na estreia em Xangai e Murray é eliminado