Tênis

Tênis

Kuznetsova é eliminada e Radwanksa vai à 3ª rodada do US Open


Kuznetsova é eliminada e Radwanksa vai à 3ª rodada do US Open

Mais uma candidata a virar número 1 do mundo se despediu do US Open nesta quinta-feira. A russa Svetlana Kuznetsova, atual número oito do mundo, foi eliminada na segunda rodada ao ser batida pela japonesa Kurumi Nara pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 6/3.

Kuznetsova era uma das oito candidatas a assumir a liderança do ranking ao fim do Grand Slam norte-americano. Outras três se despediram antes da russa: a dinamarquesa Caroline Wozniacki, a romena Simona Halep e a britânica Johanna Konta. Restam ainda a checa Karolina Pliskova, atual ocupante da posição, a espanhola Garbiñe Muguruza, a ucraniana Elina Svitolina e a norte-americana Venus Williams.

Irregular ao longo das 2h07min do confronto, Kuznetsova sucumbiu diante dos seus 45 erros não forçados. Kurumi Nara anotou 32 e foi mais eficiente nos pontos decisivos da partida. Assim, avançou à terceira rodada do US Open pela primeira vez na carreira. Sua próxima adversária será a checa Lucie Safarova, que eliminou a japonesa Nao Hibino por 6/1, 3/6 e 6/2.

Fora da briga pelo topo, mas ainda na disputa pelo título, a polonesa Agnieszka Radwanska avançou no Slam ao superar a casaque Yulia Putintseva por 7/5 e 6/2. Atual número 11 do ranking, ela enfrentará a norte-americana CoCo Vandeweghe, que despachou a tunisiana Ons Jabeur por 7/6 (8/6) e 6/2.

A chinesa Shuai Zhang, 27ª cabeça de chave, também garantiu seu lugar na terceira rodada. Ao superar a japonesa Risa Ozaki por 6/0 e 6/3, ela se credenciou para o confronto com a Karolina Pliskova, atual líder do ranking.

Em outros confrontos desta noite de quinta, a russa Elena Vesnina, 17ª pré-classificada, desbancou a belga Kirsten Flipkens por duplo 6/4, enquanto a local Madison Keys (15ª) bateu a alemã Tatjana Maria por 6/3 e 6/4.

Já as locais Jennifer Brady e Shelby Rogers eliminaram cabeças de chave para avançarem na chave. Brady superou a checa Barbora Strycova (23ª), por duplo 6/1, enquanto Rogers ganhou da australiana Daria Gavrilova (25ª) por 7/6 (8/6), 4/6 e 7/6 (7/5). E Monica Niculescu venceu Ana Bogdan em duelo totalmente romeno, por 6/2, 3/6 e 6/3.

Com a vitória sobre Gavrilova, Shelby Rogers faturou a vitória mais longa da história da chave feminina do US Open, com 3h33min de batalha. Antes a marca pertencia ao confronto entre Johanna Konta e Muguruza, em 2015. A britânica levara a melhor em 3h23min.


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina