Tênis

Tênis

Murray sofre, mas bate Fognini e segue rota do bi; Bruno Soares cai nas duplas


Murray sofre, mas bate Fognini e segue rota do bi
Foto: divulgação

Atual campeão de Wimbledon, Andy Murray não teve facilidade para confirmar favoritismo nesta sexta-feira, mas garantiu classificação às oitavas de final desta edição do Grand Slam realizado em Londres ao vencer o italiano Fabio Fognini por 3 sets a 1, com parciais de 6/2, 4/6, 6/1 e 7/5, após 2h39min de confronto.

Assim, o tenista britânico que também defende a condição de número 1 do ranking mundial seguiu na rota do bicampeonato da tradicional competição, que ele conquistou também em 2013 aos olhos dos seus torcedores.

Com o triunfo diante do atual 29º colocado do ranking da ATP, Murray se credenciou para enfrentar na próxima fase o francês Benoit Paire, que horas mais cedo passou pelo polonês Jerzy Janowicz com parciais de 6/2, 7/6 (7/3) e 6/3.

Essa foi a primeira vez que Murray perdeu um set nesta edição do Grand Slam, após obter vitórias arrasadoras nas duas primeiras rodadas. O britânico abriu este Grand Slam com a condição física incerta depois de ter caído na estreia do Torneio de Queen's nesta temporada de grama e ficado fora de dois jogos de exibição na semana passada por causa de dores no quadril.

Nesta sexta, o número 1 do mundo começou o jogo com tudo ao confirmar todos os seus saques e converter os dois break points cedidos por Fognini para abrir a vantagem inicial de 6/2. Na segunda parcial, porém, o italiano reagiu e empatou a partida ao também conseguir duas quebras de serviço e fechar em 6/4, mesmo tendo sido superado por uma vez enquanto sacava.

Murray não se abateu com o susto e foi dominante no terceiro set, no qual confirmou todos os seus saques sem oferecer chances de quebra e ainda converteu dois de três break points para fazer 6/1 e ficar mais próximo da vitória.

Fognini ainda endureceu a partida no quarto set, no qual voltou a conquistar uma quebra de serviço, mas o britânico conseguiria ganhar mais dois games no serviço do italiano para aplicar o 7/5 que liquidou o confronto.

OUTROS JOGOS - Em outra partida encerrada no final da programação de jogos do dia em Wimbledon, o sul-africano Kevin Anderson também garantiu vaga nas oitavas de final ao derrotar o belga Ruben Bemelmans por 3 sets a 0, com 7/6 (7/3), 6/4 e 7/6 (7/3).

E a definição do próximo rival de Anderson acabou sendo adiada para acontecer apenas neste sábado por causa de falta luz natural no finalzinho do confronto entre o francês Jo-Wilfried Tsonga, 12º cabeça de chave, e o norte-americano Sam Querrey nesta sexta. E a partida foi paralisada quando o tenista dos EUA vencia o quinto set por 6/5 e estava a um game da vitória.

Antes disso, Querrey ganhou o primeiro set por 6/2, perdeu o segundo por 6/3, voltou a ficar à frente no placar ao vencer o terceiro por 7/6, com 7/5 no tie-break, e em seguida viu a partida ser novamente empatada após Tsonga aplicar um 6/1 na quarta parcial.

SOARES CAI NAS DUPLAS - Se o grande ídolo da casa confirmou favoritismo no torneio de simples, o brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, irmão de Andy, não conseguiram justificar a condição de terceiros cabeças de chave da disputa de duplas masculinas do Grand Slam nesta sexta-feira.

Eles acabaram sendo eliminados na segunda rodada da competição ao levarem a pior em uma batalha de cinco sets com o australiano Sam Groth e o sueco Robert Lindstedt, que ficaram em desvantagem de um set por duas vezes na partida que terminou com parciais de 4/6, 6/3, 4/6, 7/5 e 7/5.

Soares e Murray estavam embalados pelas conquistas dos títulos em Hertogenbosch e Halle nesta temporada de grama e eram tidos como um dos principais favoritos a ficarem com a taça nas duplas deste Grand Slam, mas caíram nesta sexta após 3h09min de equilibrado duelo.

Eles aproveitaram duas de sete chances de quebrar o saque de seus adversários, que converteram três de sete break points e surpreenderam para avançar às oitavas de final, fase em que terão pela frente os croatas Nikola Mektic e Franko Skugor, que surpreenderam os cabeças de chave número 15, o chileno Julio Peralta e o argentino Horacio Zeballos, batidos de virada com 6/7 (5/7), 7/6 (7/2), 6/4 e 6/4.

Essa ainda foi a primeira derrota de Soares e Murray nesta temporada de grama, na qual a chave de duplas de Wimbledon agora conta com apenas dois brasileiros ainda vivos na luta pelo título: Marcelo Melo e Marcelo Demoliner.


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina