Seleção feminina de vôlei bate os EUA em amistoso e segue para torneio no Japão

Estadão Conteúdo
Vôlei | Publicado em 30/08/2017 às 09:25

Foto: Divulgação

Em jogo encerrado apenas na madrugada desta quarta-feira (no horário de Brasília), a seleção brasileira feminina de vôlei venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1, com parciais de 26/24, 25/18, 19/25 e 25/15, em amistoso realizado em Anaheim, na Califórnia.

No mesmo lugar, a equipe nacional havia sido derrotada pelas norte-americanas por 3 sets a 0, no último domingo, em outra partida que serviu de preparação para a Copa dos Campeões, competição que ocorrerá entre os dias 5 e 10 de setembro, nas cidades de Tóquio e Nagoya, no Japão.

Assim, o time comandando por José Roberto Guimarães deu o troco no seu tradicional adversário e voltou a ganhar confiança para a disputa da competição que, além de Brasil e EUA, contará com as presenças da Rússia, da China, da Coreia do Sul e das anfitriãs japonesas.

Vencedora da última edição do torneio, a seleção brasileira começou bem este ciclo olímpico que visa principalmente os Jogos de Tóquio-2020, pois faturou o título das três competições que fez nesta temporada: Torneio de Montreux, Grand Prix e Campeonato Sul-Americano, sendo que esta última conquista valeu uma vaga no Mundial de 2018.

A estreia nesta edição da Copa dos Campeões será no próximo dia 5, contra a Rússia, e já na manhã desta quarta a equipe nacional segue para Tóquio visando a sua aclimatação à capital japonesa o mais rápido possível.

Neste último amistoso antes da viagem ao Japão, a seleção brasileira foi impulsionada principalmente pelas boas atuações da oposto Tandara, maior pontuadora do jogo, com 19 acertos, e da ponteira Natália, que veio logo atrás com 18. A central Carol foi outro destaque do time nacional, com dez pontos, enquanto pelo lado norte-americano o principal nome ofensivo foi a oposta Drews, com 15 acertos.

EVOLUÇÃO - Após o duelo, o técnico Zé Roberto exaltou a evolução do Brasil em relação ao amistoso do último domingo, assim como exaltou o peso destes amistosos na preparação para a Copa dos Campeões. "Esses jogos foram muito importantes para ganharmos ritmo de jogo e conhecermos mais a equipe dos Estados Unidos que mudou bastante em relação ao Grand Prix. Hoje (madrugada de quarta) conseguimos jogar melhor em todos os fundamentos. O mais importante foi o fato da relação entre o bloqueio e a defesa ter funcionado bem, principalmente nos dois primeiros sets. Na terceira parcial comentemos muitos erros e no quarto set voltamos a imprimir um saque mais forçado e nosso sistema de jogo melhorou", analisou o comandante.

Em seguida, o treinador enfatizou que esta "foi uma vitória importante nesse processo de aprendizado por jogarmos contra uma seleção com a experiência dos Estados Unidos", país derrotado pela equipe feminina do Brasil nas finais olímpicas de Pequim-2008 e Londres-2012, antes de faturar o bronze no Rio-2016.

Na partida diante do time comandado por Karch Kiraly, lendário ex-jogador da seleção masculina de vôlei bicampeã olímpica com os títulos em Los Angeles-1984 e Seul-1988, o Brasil começou com Roberta, Tandara, Gabi, Natália, Bia e Carol, além da líbero Gabi. No decorrer do confronto entraram Amanda, Rosamaria, Naiane, Monique e Mara.



Relacionados

Vôlei | 15-07-2018 11:00

Ágatha e Duda perdem duas vezes e ficam com 4º lugar no vôlei de praia em Gstaad

Ágatha e Duda perdem duas vezes e ficam com 4º lugar no vôlei de praia em Gstaad

Vôlei | 14-07-2018 09:40

Ágatha e Duda vencem dupla dos EUA e vão à semifinal do vôlei de praia em Gstaad

Ágatha e Duda vencem dupla dos EUA e vão à semifinal do vôlei de praia em Gstaad

Vôlei | 13-07-2018 17:50

Sem jogar, dupla brasileira avança às quartas em etapa da Suíça do vôlei de praia

Sem jogar, dupla brasileira avança às quartas em etapa da Suíça do vôlei de praia

Vôlei | 12-07-2018 18:45

Zé Roberto anuncia primeiras convocadas da seleção feminina para o Mundial

Zé Roberto anuncia primeiras convocadas da seleção feminina para o Mundial