BRDE lança primeiro edital de programa a startups

Redação Tarobá News
Agricultura | Publicado em 06/02/2020 às 20:16

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) lançou nesta quinta-feira (06), no Show Rural em Cascavel (Oeste), o edital de chamamento público do programa BRDE Labs, voltado ao apoio, capacitação e aporte financeiro de startups. Na solenidade, que teve a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior, também foram assinados contratos de crédito com cooperativas agroindustriais.

Lançado em dezembro pelo governador, o BRDE Labs vai apoiar startups que desenvolvem soluções para diversas áreas, mas com foco no agronegócio e na indústria 4.0. O edital é aberto para startups de todo o Brasil, porém, os espaços de aceleração estarão sediados nas unidades da PUC-PR em Toledo e Londrina. Inicialmente, o programa será destinado a empresas de base tecnológica em fase de desenvolvimento e validação do produto.

“São as startups apresentando novas ideias e soluções para o agronegócio, para quem vive no campo. E o BRDE, com essa ajuda, se aproxima cada vez mais do povo paranaense”, afirmou o governador Ratinho Junior. “Com isso, nossa agricultura, o agronegócio fica cada vez mais tecnológico, trocando a enxada pelo smartphone”, acrescentou.

ACELERAÇÃO - Diretor de Operações da agência paranaense do BRDE, Wilson Bley explicou que o BRDE Labs fará a seleção e aceleração de empresas startups, que desenvolvam soluções preferencialmente ao agronegócio, mas também empreendimentos voltados para a indústria 4.0 – IoT (Internet das Coisas), tecnologia da informação, energia, educação, saúde, logística e meio ambiente.

A proposta, reforçou ele, é aproximar empresas inovadoras, academia e potenciais clientes, também levando a inovação ao Interior do Estado. “O BRDE é o banco de fomento da agricultura paranaense, agora voltada para essa agricultura 4.0, gerando emprego e renda em todo o Estado”, destacou Bley.

INVESTIMENTO E CRÉDITO - O programa será realizado em parceria com a Hot Milk, aceleradora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), com apoio de cooperativas agroindustriais e clientes do BRDE. Após um processo de capacitação, startups consolidadas dentro da aceleradora poderão ter acesso a fundos de investimentos e linhas de créditos operadas pelo BRDE.

Um desses fundos é o Fip Anjo, chamada do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) voltada às startups e no qual o BRDE fez um aporte de R$ 15 milhões, destinado a empresas da região Sul.

“Este programa é uma oportunidade única para trabalharmos em diversas áreas do conhecimento, muito focado no agronegócio. Vamos angariar startups do Brasil inteiro para trabalhar com parceiros do BRDE em todo o Paraná, que trarão resultados excelentes para o Estado”, diz o diretor da Hotmilk, Fernando Bittencourt Luciano.


AEN



Relacionados

Agricultura | 10-06-2020 13:36

Mais 180 pequenos produtores terão suas terras regularizadas

Mais 180 pequenos produtores terão suas terras regularizadas

Toledo | 04-06-2020 14:21

Produtores de leite de Toledo organizam carreata em busca de melhorias para o setor

Produtores de leite de Toledo organizam carreata em busca de melhorias para o setor

Agricultura | 20-05-2020 13:56

Produtores podem apresentar propostas para o Trator Solidário

Produtores podem apresentar propostas para o Trator Solidário

Cascavel | 19-05-2020 14:25

Sistema de aquaponia resulta em hortaliças a famílias de alunos da rede pública

Sistema de aquaponia resulta em hortaliças a famílias de alunos da rede pública

PUBLICIDADE