Linha 4

Publicidade

Caminhoneiro arrasta moto e piloto por mais de 32 Km após acidente na BR-101

Redação Tarobá News

Um grave acidente de trânsito assustou quem trafegava pela BR 101 na tarde deste sábado, no munícipio de Penha em Santa Catarina. Um caminhoneiro bateu na traseira de uma motocicleta e arrastou uma das vítimas penduradas no vidro do veículo por cerca de 32 quilômetros. Além disso, a moto ficou presa na parte da frente do caminhão, que não parou mesmo com os pedidos do motociclista que estava no vidro do caminhoneiro.

O acidente aconteceu no Km 106. Segundo populares, o caminhoneiro fazia manobras perigosas pela pista, quando acabou se chocando com a motocicleta, com o impacto, a passageira da moto caiu e ficou gravemente ferida, já o piloto da moto conseguiu se pendurar no caminhão, e foi até a janela onde pediu diversas vezes para o caminhoneiro parar o veículo, que seguia em alta velocidade pela rodovia.

No vídeo é possível ver que o rapaz pede ao caminhoneiro para parar o veículo, mas é ignorado pelo homem que segue pela via fazendo manobras para derrubar o rapaz de seu vidro. Carros ainda tentam impedir a passagem do caminhão, mas o motorista ignora a presença, bate neles e até mesmo fura uma cancela de pedágio, tudo com o motociclista grudado em sua janela.

Próximo a outro pedágio o caminhoneiro acabou diminuindo a velocidade, foi nesse momento que o motociclista aproveitou para descer do veículo, alguns quilômetros depois o caminhão foi parado devido a outro caminhoneiro, que conseguiu puxar a mangueira de ar dos freios do veículo, fazendo com que o motorista parasse. Na abordagem, o caminhoneiro foi agredido por populares que viram todo o ocorrido. A Polícia Militar se deslocou até o local, onde interrompeu as agressões e deteve o homem.

O motociclista teve ferimentos leves, sendo atendido pelos Socorristas do Siate após a parada do caminhão. Já a passageira da moto, que caiu ainda no local do acidente, teve Traumatismo Craniano Encefálico, sendo levada pelo helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros para Unidade Hospitalar em estado grave.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade