Em nota, Shell afirma que não transporta óleo cru em tambores

Estadão Conteúdo
Brasil | Publicado em 14/10/2019 às 15:00

A empresa Shell informou nesta segunda-feira, 14, que não transporta óleo cru acondicionado em tambores em rotas transatlânticas. Estudo da Universidade Federal de Sergipe constatou que tambores encontrados na Praia de Formosa, em Sergipe, com o logo da empresa, continham óleo similar ao que apareceu em diferentes pontos das praias do Nordeste ao longo das últimas semanas.

No sábado, em uma outra nota, a Shell já havia dito que o conteúdo original daqueles tambores não tem relação com o óleo cru que vazou no Atlântico. "São embalagens de lubrificante para embarcações, de um lote não produzido no Brasil", explicou a empresa. "Vale ressaltar que o próprio adesivo em um dos tambores encontrados em Sergipe traz a data de 17/02/2019 associada ao transporte do lubrificante Argina S3 30 e que a mancha de óleo cru que está atingindo o litoral começou a impactar a costa em setembro."

Segundo a empresa, "isso aponta uma possível reutilização da embalagem em questão - reutilização essa que não foi feita pela Shell". A empresa informou ainda que não foi notificada pelo Ibama a prestar esclarecimentos.



Relacionados

Brasil | 05-06-2020 09:15

Governo nomeia novo secretário de Vigilância do Ministério da Saúde

Governo nomeia novo secretário de Vigilância do Ministério da Saúde

Brasil | 05-06-2020 07:51

No Ministério da Saúde, bilionário defende uso preventivo de cloroquina

No Ministério da Saúde, bilionário defende uso preventivo de cloroquina

Brasil | 05-06-2020 07:08

Bolsonaro promete mais duas parcelas do auxílio emergencial

Bolsonaro promete mais duas parcelas do auxílio emergencial

Brasil | 05-06-2020 06:44

Senado aprova projeto que destina até R$ 160 milhões para asilos

Senado aprova projeto que destina até R$ 160 milhões para asilos