Paciente internado em hospital do RS é executado com mais de 20 tiros

Estadão Conteúdo
Brasil | Publicado em 09/11/2018 às 10:35

Um paciente de 19 anos, que estava internado na ala cirúrgica do Hospital Centenário em São Leopoldo (RS), na região do Vale dos Sinos, foi executado por criminosos com aproximadamente 20 tiros na madrugada desta sexta-feira, dia 9. Segundo a Brigada Militar, a vítima foi identificada como Gabriel Vilas Boas Minossi.

Na ação, outras duas pessoas ficaram feridas, um paciente e um acompanhante, que levaram tiros de raspão nas pernas. O crime ocorreu por volta das 3h15 desta sexta-feira.

Informações preliminares da Polícia Civil apontam que quatro homens armados com pistolas 9mm e fuzis invadiram o hospital e renderam médicos e enfermeiros que estavam plantão no setor de Emergência. Após a execução da vítima, o grupo teria fugido em um Ford Focus prata que estava estacionado no pátio da instituição de saúde.

A Polícia Civil de São Leopoldo trabalha com a hipótese de que a vítima teria sido morta por engano. Gabriel Vilas Boas Minossi, 19 anos, havia sofrido um acidente de trânsito na BR-116 há alguns dias. O alvo, de acordo com a investigação policial, seria um traficante da Vila Brás que havia sido baleado há dois dias na cidade de São Leopoldo.

Imagens das câmaras de segurança do hospital registraram o crime e serão periciadas para auxiliar nas investigações. A instituição hospitalar confirmou que o atendimento à população seguirá normalmente nesta sexta-feira.



Relacionados

Brasil | 06-10-2018 16:19

Mais de 120 jornalistas são agredidos ao cobrir as eleições de 2018

Mais de 120 jornalistas são agredidos ao cobrir as eleições de 2018

Brasil | 05-10-2018 17:44

Nova lista suja de trabalho escravo denuncia 209 empresas

Nova lista suja de trabalho escravo denuncia 209 empresas

Brasil | 05-10-2018 17:37

Terras indígenas não demarcadas devem ter posto de saúde, decide TRF1

Terras indígenas não demarcadas devem ter posto de saúde, decide TRF1

Brasil | 05-10-2018 16:21

Missa e minuto de silêncio marcam 1 ano de incêndio

Missa e minuto de silêncio marcam 1 ano de incêndio

PUBLICIDADE