Vamos seguir na mesma linha, não há recuo, diz Doria sobre a Cracolândia

Redação Tarobá News
Brasil | Publicado em 05/06/2017 às 10:55

Muro derrubado pela Prefeitura no dia 23 deixou três feridos na região da Cracolândia / Foto: Rovena Rosa, Agência Brasil

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), disse neste segunda-feira, 5, que sua gestão continuará a agir na mesma linha em que vem atuando com relação à Cracolândia, nome que ganhou uma parte da região central da capital paulista pela elevada concentração de usuários de crack no local. Segundo ele, não haverá recuo.

Dória fez esta afirmação ao ser provocado pelos jornalistas a comentar a pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda, dando conta de uma leve oscilação para baixo de sua aprovação após a operação na Cracolândia. Segundo o instituto, a aprovação do prefeito caiu 2 pontos porcentuais, passando de 43% para 41%, mas dentro da margem de erro. A desaprovação subiu de 19% para 22% e os que consideram a gestão de Doria regular se mantiveram em 34%.

"Não houve oscilação nenhuma. Ao contrário, houve aprovação. A pesquisa Datafolha especificamente sobre esse tema (Cracolândia) deu uma aprovação de 80% às ações da Prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo. Vamos seguir dentro desta mesma linha. Não tem recuo", disse.

Sobre seu nome aparecer na lista dos possíveis sucessores de Michel Temer em 2018, Doria disse ficar feliz, mas reiterou que não é candidato à Presidência da República. "Eu fico sempre muito feliz em ser avaliado. Faz parte você ter avaliação, pesquisas e análises, mas eu não sou candidato à Presidência da República nem a governador do Estado. Eu sou candidato a continuar a ser bom prefeito da cidade de São Paulo", disse.



Relacionados

Brasil | 21-08-2018 12:25

PF combate garimpo ilegal em terra indígena Kayapó no Pará

PF combate garimpo ilegal em terra indígena Kayapó no Pará

Brasil | 21-08-2018 09:15

Mais de 60% dos menores infratores são reincidentes

Mais de 60% dos menores infratores são reincidentes

Brasil | 21-08-2018 09:07

Marinha abre concurso com 90 vagas para cabo: inicial de R$ 2,9 mil

Marinha abre concurso com 90 vagas para cabo: inicial de R$ 2,9 mil

Brasil | 21-08-2018 09:03

Justiça tenta acelerar julgamento de violência doméstica

Justiça tenta acelerar julgamento de violência doméstica

PUBLICIDADE