Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Câmara aprova Comissão Processante que pode cassar vereadora Mara Boca Aberta

29/02/24 às 19:29 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Após votação sobre as representações contra a vereadora Mara Boca Aberta, na Câmara de Vereadores de Londrina, uma das denúncias foi aceita pelos parlamentares, por 11 votos a 7. Com isso, será aberta uma Comissão Processante contra a vereadora, o que pode levar à cassação do mandato desta legislatura. 


A denúncia alega “possível ato criminoso diante da justiça eleitoral", "malversação de recursos públicos do fundo especial de financiamento de campanha e abuso de poder em campanha eleitoral” e "favorecimento pessoal de terceiro nomeado como assessor parlamentar da vereadora".


Outras duas denúncias foram rejeitadas pelos vereadores. Uma acusa a vereadora de nepotismo por, supostamente, ter contratado a própria nora como assessora de gabinete. Mara também foi acusada de quebra de decoro parlamentar, ao apresentar emenda ao projeto de lei alterador da Lei da Cidade Limpa “para benefício próprio”. Nessa última representação, nenhum vereador votou a favor. 

Leia mais:

Imagem de destaque
COVARDIA

Casal flagrado martelando cadela se apresenta à polícia acompanhado de advogado

Imagem de destaque
EM ANDAMENTO

Duas pessoas morrem em acidente gravíssimo na entrada de Rolândia

Imagem de destaque
LEVADO PARA O HU

Ciclista fica em estado grave após colisão com caminhão na BR-369 em Rolândia

Imagem de destaque
NESTE SÁBADO

Sanepar e prefeitura de Londrina realizam ação integrada contra a dengue


Votaram a favor da Comissão Processante contra Mara Boca Aberta, os seguinte vereadores: 


Daniele Ziober - PP

Deivid Wisley - Republicanos

Eduardo Tominaga - PSD

Emanoel Gomes - Republicanos

Giovani Mattos - PSC

Lenir de Assis - PT

Mestre Madureira - PP

Nantes - PP

Profª Flavia Cabral - PP

Profª Sonia Gimenez - PSB

Santão - PSC


A comissão tem até 90 dias para concluir os trabalhos e apresentar os resultados em plenário, após isso será realizado o julgamento, que decidirá pela absolvição ou condenação. Caso condenada, Mara Boca Aberta terá o mandato de vereadora cassado. 

© Copyright 2023 Grupo Tarobá