Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Decisão do TCE continua afetando aposentadorias de servidores municipais

19/06/24 às 12:44 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

A gente vem acompanhando que uma decisão do Tribunal de Contas do Estado tem movimentado as aposentadorias dos servidores municipais de Cascavel. Além disso, alguns benefícios foram revogados e isso tem gerado muita dúvida.


No diário oficial consta a publicação de aposentadorias revogadas, mas afinal, o que isso significa? No texto, o município alega que a medida cumpre a decisão do Tribunal de Contas do Estado.


No meio de tanta mudança, a principal dúvida é se essas revogações significam que o servidor aposentado vai ficar sem o benefício. A resposta do IPMC é que isso poderia sim acontecer, mas não vai.

Leia mais:

Imagem de destaque
TRÂNSITO

Mulher fica encarcerada após acidente no Trevo da Portal em Cascavel

Imagem de destaque
ZONA NORTE

Corpo em estado avançado de decomposição é encontrado no Jardim Primavera

Imagem de destaque
TRÂNSITO

Carro tomba ao tentar acessar posto de combustíveis na Avenida Brasil em Cascavel

Imagem de destaque
SEM FERIDOS

Ônibus colide contra ponto na Avenida Giocondo Maturi, zona norte de Londrina


O IPMC se aprofundou no tema e seguiu rigorosamente os trâmites para atender a medida do TCE minimizando os prejuízos aos aposentados e evitando a suspensão do pagamento do benefício.

Quando a revogação é publicada, imediatamente o próximo pagamento é feito com o valor recalculado de acordo com o que determina o tribunal.


O IPMC precisa cumprir a determinação do TCE. O instituto encontrou um meio de evitar o bloqueio do pagamento aos servidores, mas ainda assim o bolso dos aposentados sofrerá impacto negativo. 

Em maio, mostramos que a medida gerava queda média de 400 reais no valor dos vencimentos. Em alguns casos, a diferença é ainda maior, superando 800 reais. aqui pegar o doc de maio.

No mês passado, houve também o registro de negativa de aposentadoria. Até o momento o IPMC contabiliza 5 revogações e aproximadamente 80 processos de revisão concluídos.


A determinação do tce se baseia no acórdão 3555 de 2018. De acordo com o tribunal, a maneira como o cálculo da aposentadoria estava sendo feito era inconstitucional. A decisão avaliou uma lei municipal de 2011, em que o valor do benefício era calculado de maneira integral, sobre o acumulado de gratificações. A declaração de incostitucionalidade foi acatada pelo tribunal de justiça, e a mudança precisa ser cumprida.


Sobre as revogações, o Tribunal de Contas do Estado se manifestou em nota, dizendo que: “a aplicação da decisão do vale para concessões de aposentadorias efetivadas após o dia 29 de novembro de 2018 - data do julgamento do incidente de inconstitucionalidade”.


O município afirma que desde 2021 já está fazendo cálculos da maneira determinada pelo TCE. Os servidores aposentados afetados pela medida são avisados pelo IPMC.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá