Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Defesa do professor acusado de injúria racial, em Ibiporã, nega acusações

12/04/23 às 15:31 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!
O professor acusado de injúria racial, no Colégio Estadual Olavo Bilac, em Ibiporã, liberado pela Justiça na manhã desta quarta-feira (12), deve ficar afastado de suas atividades por seis meses. 


Munique Lopes, advogada de defesa do professor, acredita na inocência do suspeito e disse à nossa equipe de reportagens que o momento é de recolher provas, vídeos, fotos, que provem o contrário: que ele não cometeu injúria racial. 


Segundo ela "a decisão da justiça já era esperada, porque nosso cliente tem bons antecedentes, bons relacionamentos, não há qualquer histórico nesse sentido ou máculas em seu oráculo."


Segundo Munique a liberação do professor pela Justiça foi um pedido do Ministério Público à Juíza responsável pelo caso, atendendo, no entanto, determinados critérios estabelecidos pela lei como comparecimento mensal em juízo, não se ausentar da comarca de Ibiporã e afastar-se das salas de aula, mantendo-se, apenas, no trabalho administrativo de suas funções. 

Leia mais:

Imagem de destaque
RUA CUIABÁ

Homem é preso com porções de crack em imóvel abandonado no Centro de Londrina

Imagem de destaque
VEJA VÍDEO

Câmera de segurança registra furto em loja de chocolates na zona oeste

Imagem de destaque
AEROPORTO

Anac eleva classificação do aeroporto de Cascavel

Imagem de destaque

Obra do Ecopark Santa Felicidade avança e já está 60% concluída


Na ordem dos fatos, testemunhas serão ouvidas para maiores esclarecimentos.



Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá