Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Delegado Fabiano Moza detalha ocorrências durante o fim de semana em Cascavel

10/04/23 às 11:46 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

O Delegado da Polícia Civil, Fabiano Moza, concedeu entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (10), para falar sobre os casos de homicídio e prisões realizadas nos últimos dias em Cascavel.


Primeiro, Fabiano falou sobre o caso da prisão de um travesti na última sexta-feira (07), que é suspeito de ter matado um homem no dia 2 de abril no bairro Esmeralda, a facadas. Segundo o Delegado, a DH coletou imagens e ouviu testemunhas, chegando a autoria do crime. Foi então representado pela prisão preventiva da autora e se deu cumprimento ao mandado de prisão, sendo no mesmo dia realizado o interrogatório. A acusa alegou legitima defesa, afirmando que a vítima teria solicitado informações para ela, e ao negar a ajuda, foi agredida com dois socos no rosto, reagindo com uma facada contra o homem, que morreu no local. Ainda segundo a autora, ela utilizava a faca para proteção, já que trabalha com prostituição e que frequentemente há roubos no local. Ela já possui diversas passagens por tráfico, extorsão, furto e roubo. 

Leia mais:

Imagem de destaque
INVESTIMENTO MILIONÁRIO

Nova adutora vai melhorar transporte de água para em Londrina

Imagem de destaque
CRIME PREMEDITADO

Homem é executado a tiros no quintal de sua própria casa em Apucarana

Imagem de destaque
ENTENDA O CASO

Homem tem dedo quase amputado após acidente entre moto e carro no Centro

Imagem de destaque
NESTA SEGUNDA

Ministro da Pesca e Aquicultura cumpre agenda no norte do Paraná


Sobre o homicídio registrado na noite de domingo, no bairro Interlagos, o delegado afirmou que a morte aconteceu após uma discussão entre vítima e autor. Após a discussão, o autor saiu do local e retornou com a arma, uma pistola calibre 380, desferindo dois disparos contra a vítima, um deles acertou as costas e outro a lateral do corpo. A vítima morreu no local, o autor está foragido mas já foi identificado.


Quando ao caso de um homicídio registrado em uma casa noturna na Rua Cuiabá, Moza afirmou que o local já é bastante conhecido no meio policial, e que no momento em que a DH chegou no local, o Guarda Municipal se apresentou como autor do crime e entregou a arma. Ele alegou legítima defesa, já que ao tentar retirar a vítima de dentro do estabelecimento após uma confusão, foi agredido e o jovem tentou retirar a arma de sua posse, sendo necessário o disparo. A DH investiga o caso e analisa o DVR do local, que foi apreendido para a verificação de imagens. A arma utilizada também foi apreendida. 


Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá