Linha 4

Publicidade

Ecopontos transformam a vida dos recicladores

Redação Tarobá News

Foto: Assessoria

Seis barracões totalmente equipados e com caminhões exclusivos para o uso  da coleta seletiva de lixo. Investimentos  que têm como objetivo a transformação na vida de recicladores. São os ecopontos construídos em Cascavel através de parceria entre o Governo municipal e Itaipu Binacional.  Cinco barracões  foram construídos  no  bairro Santa Cruz, Melissa, Quebec, Brasília e Cascavel Velho e  a unidade da rua Manaus está sendo  reformada.

Ecoponto Rua Manaus

A obra vai contemplar espaço para processamento de resíduos recicláveis, área para recebimento e reforma  de resíduos volumosos, adequação dos banheiros, refeitório, sala de atividades e auditório para palestras. O investimento é de R$ 1.338.285,30.

A transformação da estrutura foi iniciada em dezembro e deve estar concluída em julho. “O espaço, enquanto Ecolixo, foi desativado em meados de 2016. Em 2017 iniciou processo de implantação dos Ecopontos, uma evolução deste programa porque será uma UDR (Unidade de Valorização de Resíduos) que passa  se chamar Ecoponto. Neste espaço, na rua Manaus, teremos além da UDR em parceria com Itaipu, um Centro Municipal de Educação Ambiental (CMEA), espaço para experiência, estudo, pesquisa e desenvolvimento de novas possibilidades em relação a valorização dos resíduos com a instalação de equipamentos e expertise dos Ecopontos e Itaipu, espaço de educação ambiental com auditório, sala de aula e oficina social, que vai fazer a recuperação dos volumosos e devolvendo-os  para o processo de reuso, respeitando sempre os ‘erres’ da sustentabilidade que são Reduzir, Reutilizar e Reciclar”, disse o secretário de meio ambiente,  Ney Haveroth.

 Ecoponto Quebec

 Já estão em operação os Ecopontos do Santa Cruz, Cascavel Velho e Melissa.  A unidade do jardim Quebec está em fase final de conclusão. O barracão terá 520 metros quadrados de área construída e os trabalhadores vão contar com setor administrativo, sanitários, cozinha e refeitório.  Foram investidos R$ 865.384,84 nesta estrutura.

 Ecoponto Brasília

Já a unidade do Jardim Brasília  foi concluída e deve ser entregue nos próximos dias.  Com investimentos de  R$  819,577.81, o Ecoponto do Brasília  conta com 520 metros quadrados de área construída, dois reservatórios para captação de água da chuva com capacidade para dez mil litros cada, cozinha, refeitório e banheiros.

O projeto dos Ecopontos  tem por objetivo  resgatar a dignidade dos catadores de recicláveis, oferecendo melhores condições de trabalho. “ Aqui a gente trabalha com mais segurança. Nos dias de chuva, nossos pés estão secos, temos cozinha, refeitório é muito melhor”, disse a gente ambiental Josiane Nunes Lima, que trabalha no Ecoponto do bairro Melissa.

 Sema e Seagri

Às secretarias, entre elas a de Agricultura e Meio Ambiente, caberá a missão de oferecer aos agentes ecológicos educação ambiental, recuperação de terraços e educação integrativa, entre outros.

Os imóveis serão utilizados para recebimento, triagem e processamento dos materiais recicláveis oriundos da coleta seletiva. Os espaços serão equipados e receberão cooperativas de catadores de material reciclável que já foram habilitadas por meio de um processo de credenciamento.

 Endereços

O Ecoponto do  bairro Cascavel Velho, está localizado na  Rua Angelo Zonin esquina com Rua Hermes da Fonseca, com 760,78 m²;

Ecoponto do Jardim Brasilia, na  Rua Noel Rosa esquina com Valmor Frasson, contendo 520 m²;

Ecoponto Jardim  Quebec, na Rua Aparecida dos Portos esquina com Rua do Bosque, com área de 520 m²;

Ecoponto  Bairro Santa Cruz, na  rua Kamacas esquina com rua Tupinambas, com 520 m².

Assessoria

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade