Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Engenheiro de Londrina desenvolve técnica inovadora para cirurgias cardíacas em bebês

14/06/24 às 12:58 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Depois que o filho nasceu com uma cardiopatia, doença no coração, o engenheiro Paulo César Duarte Júnior desenvolveu um método inovador para aumentar a precisão em cirurgias feitas em crianças, diminuindo o número de procedimentos. 


O filho de Paulo nasceu em 2015 e, ainda em gestação, foi diagnosticado com Síndrome do Coração Esquerdo Hipoplásico, quando as cavidades do lado esquerdo do órgão são menores. Em um exame de ultrassom, o médico constatou que o bebê tinha apenas um ventrículo no coração, o que impossibilitava a passagem correta de sangue. 


A criança, ainda recém-nascida, precisou passar por diversas cirurgias. Acompanhando o sofrimento do filho, o engenheiro se aprofundou em estudos e desenvolveu um método de planejamento cirúrgico, que determina o ponto exato de uma intervenção no coração. 

Leia mais:

Imagem de destaque
APÓS SER AVALIADA

Onça-parda capturada por moradores de chácaras é solta em área protegida

Imagem de destaque
EM ROLÂNDIA

PRE apreende 174 quilos de maconha e 32 quilos de haxixe após abordagem

Imagem de destaque
CINCO ANOS

IAT renova convênio com universidade para atendimento à fauna em Londrina

Imagem de destaque
INGRESSOS ESGOTADOS

44ºFIML encerra no domingo com concerto de projetos sociais de todo o Brasil


"Por meio de um computador, a gente consegue pegar uma imagem de ressonância magnética, uma tomografia, e transformar em um volume. Este volume, estes tubos, vasos sanguíneos, a gente coloca onde quiser e coloca fluidos, de forma pulsada ou permanente", explica Paulo. Analisando o comportamento do fluido nos vasos, a medicina consegue antecipar os resultados pós-cirúrgicos, evitando a necessidade de novos procedimentos. 


A inovação virou tese de mestrado e o estudo foi apresentado em um congresso mundial de cardiologia. Agora, com apoio de médicos e bimédicos, o engenheiro trabalha na patente de uma válvula para ser utilizada na primeira cirurgia de um bebê diagnosticado com a cardiopatia.


Hoje, Paulo luta pela criação de um centro internacional de bioengenharia em Londrina. O objetivo é fornecer dispositivos médicos projetados e testados virtualmente antes de serem utilizados em cirurgias reais. Essa iniciativa pode evitar que outras crianças passem pelo mesmo sofrimento que seu filho enfrentou.


Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá