Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Família de jovem que morreu após atendimento na UPA pede indenização

19/06/24 às 12:49 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

A família de Nycolas Dias, o jovem de 22 anos que morreu durante atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim do Sol em outubro de 2023, pede indenização à prefeitura de Londrina e acusa a unidade de negligência médica.


A acusação inclui não só a prefeitura, mas também os dois médicos envolvidos no caso. De acordo com o advogado, os dois profissionais não levaram o histórico médico do jovem em consideração.


O jovem teve problemas respiratórios um dia antes de morrer e procurou a unidade de saúde. Segundo familiares, ele recebeu alta e foi para casa no mesmo dia. No dia 23 de outubro, ele voltou a ter dificuldades respiratórias e retornou para a UPA, onde não resistiu e morreu. Em fevereiro, os profissionais foram indiciados por homicídio culposo por conta da negligência e pelo erro de diagnóstico médico.

Leia mais:

Imagem de destaque
SEM ÁGUA

Conserto emergencial uma rede de distribuição de Cambé afeta abastecimento

Imagem de destaque
ACIDENTE GRAVE

Idosa é atropelada por um ônibus em cruzamento no centro de Arapongas

Imagem de destaque
ENCAMINHADO AO HOSPITAL

Homem fica ferido após ser atropelado no Distrito da Vila Reis, em Apucarana

Imagem de destaque
APÓS ABORDAGEM

PRF apreende mais de 300 quilos de maconha após abordagem na PR-445


Além de uma pensão para a mãe do jovem, a defesa da família pede uma indenização de R$ 1 milhão. Os dois médicos não eram funcionários da prefeitura, sendo contratados por uma empresa terceirizada e por isso, não podem ser investigados pela corregedoria do município. 


O Conselho Regional de Medicina deve investigar o caso, mas os dois médicos continuam exercendo a profissão. 


Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá