Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Família encontra túmulo vandalizado em cemitério da área rural de Cascavel

18/04/23 às 13:21 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

A história que você vai ver agora é revoltante. Uma família de Cascavel encontrou o túmulo de um familiar aberto e com os ossos remexidos.

O cenário é assustador. Túmulos revirados, velas, bonecos em formato de pessoas, cadeados. Um ambiente de rituais macabros. Em uma árvore, várias facas fincadas no tronco.


Visitamos um cemitério na zona rural de Cascavel. Foi por lá que o pai de Ana e de Maria Isabel foi enterrado há cinco anos. Neste fim de semana, a cena chocante, o túmulo estava quebrado com ossos do lado de fora.

Leia mais:

Imagem de destaque
POLICIAL

Ao tentar furtar igreja e serem contidos por populares, homens se fingem de mortos

Imagem de destaque
TRÂNSITO

Mulher bate carro, fica transtornada e é presa após ocorrido

Imagem de destaque
INVESTIGAÇÃO

Mais um corpo é encontrado na região de Marechal Rondon, o terceiro em três dias

Imagem de destaque
POLICIAL

Homem morre em grave acidente no centro de Nova Santa Rosa durante a madrugada


Em outros túmulos também há sinais de vandalismo. Alguns quebrados e vazios por dentro. Na segunda-feira, uma equipe da Acesc consertou o túmulo da família.


Com medo de novas invasões, eles pedem mais segurança para o cemitério e que o local seja um ambiente de descanso, e não de pesadelo.


Nós procuramos a administração dos cemitérios e serviços funerários de Cascavel. O superintendente da Acesc, Beto Guilherme, afirmou que a situação no Gramadinho é um ato de vandalismo, um mal que acontece no país inteiro e que a Acesc lamenta muito que ainda ocorra esse tipo de crime, e que infelizmente, há vândalos que não respeitam as pessoas falecidas e o sentimento de cada família. 


A Acesc ainda ressaltou que neste caso, a família fez o certo e o que é recomendado: o registro do boletim de ocorrência na delegacia de polícia. A família também comunicou a administração imediatamente e uma equipe foi ao local e providenciou todo o reparo. No Gramadinho, a Acesc já está estudando construir um muro, conforme o pedido da comunidade.


Em relação ao furto de objetos nos cemitérios da cidade, a Acesc informa que lamenta muito que as famílias tenham que passar por essa situação. O furto acontece mais na área urbana. O problema ocorre porque há receptadores dos objetos, especialmente as peças em cobre. Para isso, é necessária uma ação conjunta com forças de segurança para apurar os receptadores. A Acesc faz a administração de cerca de 30 cemitérios no município de Cascavel, sendo quatro no perímetro urbano. Os demais estão localizados no interior.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá