Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Grande operação desarticula grupo ligado ao tráfico de drogas em vários estados

19/06/24 às 12:39 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Cerca de 180 policiais da Denarc e gaeco cumpriram 92 ordens judiciais em cidades do oeste do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina ma segunda fase da operação carga fria. O alvo, uma quadrilha aqui do oeste do estado especializada no transporte de drogas por meio de caminhões frigoríficos. Ao todo dez pessoas foram presas, entre elas um jornalista do Rio de Janeiro que era responsável pela contabilidade da organização, guarda de valores e gerência das contas bancárias.


Um policial civil que foi alvo na primeira fase teria assumido a liderança do grupo após a prisão do antigo chefe no ano passado. O policial que já está afastado das funções foi baleado na semana passada em Marechal Cândido Rondon em confronto entre membros da facção. Ele foi preso hoje em um hospital em São Paulo.

Leia mais:

Imagem de destaque
BR-376

Incêndio em carreta no Contorno Sul de Apucarana mobiliza bombeiros

Imagem de destaque
EM ARAPONGAS

Motociclista que morreu após colidir contra caminhão é identificado

Imagem de destaque
COM MANDADO DE PRISÃO

Homem morre em confronto com a Polícia Militar no Parque Ana Rosa em Cambé

Imagem de destaque
APÓS SER AVALIADA

Onça-parda capturada por moradores de chácaras é solta em área protegida


As investigações que começaram em 2023 apontaram que as drogas eram armazenada em um bunker embaixo de um chiqueiro em uma propriedade rural de Toledo. No local foram apreendidas drogas, armas e munições.


O grupo criminoso fazia a retirada da droga na região dos lagos de Itaipu. A droga era armazenada em fundos falsos de caminhões frigoríficos e transportadas ao Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul. A investigação apontou ainda que a quadrilha tinha uma logística muito bem planejada e fez movimentações milionárias nos últimos quatro anos.


Os presos na operação devem responder responder por diversos crimes.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá