Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

HUOP orienta sobre doenças respiratórias comuns em crianças durante o inverno

26/06/23 às 09:58 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Com a chegada do inverno é comum que bebês e crianças comecem apresentar sintomas de gripes e resfriados, por isso, o Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), orienta quais  cuidados os pais e responsáveis devem ter nesse período. Nesta época, é comum o aumento do número de casos de doenças respiratórias, como: asma, bronquite, gripe, resfriado, rinite alérgica e pneumonia. O médico pediatra do HUOP, Júlio Ricardo Ramos, explica quais os cuidados que os pais e responsáveis devem ter com as crianças “Quando a gente fala sobre esse aumento de doenças por quadros respiratórios, temos que entender que existem alguns fatores de risco que contribuem, como por exemplo, ao mantermos as janelas fechadas, dificultando a ventilação natural dos ambientes”, explicou o médico.


É comum em dias de frio, o hábito de manter a casa fechada e até mesmo preferir o uso do ar-condicionado na função quente, mas essa decisão acaba secando o ar e vai promovendo o aumento de secreções. "Outra situação é quando ocorrem as mudanças bruscas de temperatura, aqui na nossa região é algo bem comum, por exemplo, às cinco, seis horas da manhã 10°, ao meio-dia por conta dos raios solares, a temperatura é por volta dos 20º, e basta anoitecer para a temperatura voltar a ficar mais baixa. Essa alta variação pode desencadear doenças respiratórias, principalmente nas crianças” explicou Júlio.


Crianças que passam muito tempo juntas em berçários, creches e escolas devem ter o cuidado redobrado por seus responsáveis. Vírus respiratórios são comuns de se espalharem em ambientes de uso coletivo e a constante limpeza das vias respiratórias devem ser feitas com maior frequência nessa época do ano “Crianças menores de cinco anos e que frequentam escolinhas, acabam tendo contaminação cruzada através ao ter contato com brinquedos e outros coleguinhas. Então, tudo isso propicia muito mais o aumento da transmissibilidade das doenças virais nesse período de inverno. Manter a criança com as mãos constantemente limpas, o uso de inalação, a higienização das vias áreas com soro fisiológico em temperatura morna e uma seringa durante o banho, são medidas que ajudam a criança a não adoecer neste período, mesmo apresentando o quadro de coriza nasal”, finaliza o pediatra.

Leia mais:

Imagem de destaque
ACIDENTE FATAL

Família de homem que morreu em acidente com caminhão pede justiça

Imagem de destaque
EM LONDRINA

Arraiá da Tia Maria leva comidas típicas e entretenimento na zona norte

Imagem de destaque
PASSOU POR CIRURGIA

Policial militar é atropelado por motorista embriagado em Arapongas

Imagem de destaque
CONJUNTO MARIA CELINA

Ciclista fica ferida após ser atingido por carro na zona norte de Londrina

   

Tanto a gripe quanto o resfriado são causados por vírus e têm sintomas semelhantes. A gripe, também chamada de influenza, é caracterizada por febre, dores musculares, dor de cabeça, calafrios, diarreia, vômitos, acometendo a garganta e o nariz com sintomas de inflamação e coriza. O resfriado se destaca com sintomas parecidos, porém costumam ser de forma mais amena. 


Manter a cartela de vacina atualizada também é uma das formas de prevenção, ter boa alimentação e hábitos saudáveis ajudam ter boa imunidade. 

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá