Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Indústria têxtil encontra dificuldades no descarte de resíduos em Londrina

18/04/23 às 13:20 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

O descarte de tecidos, em Londrina, tem preocupado proprietários do setor do vestuário.


Uma parceria firmada entre a UEL e uma cooperativa de reciclagem foi rompida e a dúvida agora é para onde destinar esse material.


No processo de fabricação, sobram retalhos que não podem ser descartados no meio ambiente. Sem poder jogar fora, as empresas do setor acumulam o material em sacos, que ocupam espaço nas fábricas.

Leia mais:

Imagem de destaque
POLICIAL

Cinco pessoas são detidas durante operação "Capa Dura" em Cascavel e Toledo

Imagem de destaque
SEGURANÇA PÚBLICA

Oficina é vítima de criminosos que furtaram fios durante a madrugada

Imagem de destaque
FURTO DE FIOS

Furto de fios deixa praça Getúlio Vargas no escuro em Cascavel

Imagem de destaque
POLICIAL

PRF apreende cerca de 160Kg de maconha em Guarapuava


Em outubro do ano passado, a UEL, em parceria com a Cooper Região, criou o banco de resíduos têxteis, para dar destinação correta ao material descartado pelas empresas de confecção, que podem virar estopa, enchimento de almofada e até tecido para cobertores e meias.


Nossa equipe revisitou o local e não encontrou mais as máquinas. A informação é de que o contrato foi rompido com a cooperativa, por problemas com documentos e regulamentação do processo. O projeto está para ser desenvolvido em um novo espaço, mas atenderá apenas as empresas filiadas ao sindicato do setor têxtil.


Solução


Um banco de resíduos têxteis está funcionando, atualmente, na Cooperativa Ecorecin, localizada na Rua Nei José de Oliveira Machado, 145. O telefone é 3326-1205. O gerador de resíduos deve dar a destinação correta para o produto, assim como demais setores. 

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá