Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Profissionais de enfermagem protestam contra decisão de suspensão do piso salarial em Londrina

07/09/22 às 14:27 - Escrito por Redação Tarobá News

Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem realizam um protesto, na tarde desta quarta-feira (7), em Londrina, contra a suspensão do piso salarial da categoria por parte do ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF).


O grupo primeiramente se reuniu em frente ao Colégio Vicente Rijo, na avenida Higienópolis, centro, mas deve se deslocar por outras vias da cidade. Alguns manifestantes seguram cartazes, bexigas pretas e outros utilizam narizes de palhaço. Cerca de 200 pessoas participam do ato.


O objetivo do protesto é fazer pressão no STF e sensibilizar a população sobre a importância do profissional de enfermagem. Os profissionais reiteram a necessidade de se estabelecer um piso, o que é uma reivindicação histórica da categoria.


“O ministro suspendeu nosso salário por cima de dois poderes, o legislativo e o executivo, que já tinham aprovado. Estávamos contentes com o nosso piso salarial. Todo o serviço dentro de um hospital ou clínica é nosso. Os médicos são importantes, mas a enfermagem é os olhos dos médicos”, disse a técnica de enfermagem Solange Santana.

 

A decisão do ministro ocorreu no último domingo (4) e deve ser discutida em plenário no STF, na próxima sexta-feira (9). Barroso atendeu um pedido da Confederação Nacioanl de Saúde, Hospitais e Estabelecimentos de Serviços, que afirma que o piso é financeiramente insustentável para as unidades de saúde. Outro protesto deve ser realizado em Londrina na sexta-feira.


Sancionada do início do mês de agosto, a Lei 14.434 estipula que enfermeiros não poderão receber menos que R$ 4.750, independentemente de trabalharem na iniciativa privada ou no serviço público federal, estadual ou municipal. Para técnicos de enfermagem, o salário não pode ser inferior a R$ 3.325 e os auxiliares e as parteiras não podem receber menos que a metade do piso pago aos enfermeiros, ou seja, abaixo de R$ 2.375.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá