Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Samuzinho: mascote do Samu está velhinho e gera preocupação nos servidores

04/08/22 às 21:23 - Escrito por Redação Tarobá News

O cão mascote do Samu de Londrina, conhecido como Samuzinho, já está com 11 anos e tem deixado os servidores preocupados. O animalzinho foi atropelado há 30 dias e, por ser um cão idoso, está com os reflexos mais lentos.


O mascote chegou na unidade em 2011 e não saiu mais. “Ele estava na rua e seguiu uma servidora vindo para o Samu até a base. Desde então está conosco”, contou enfermeira do Samu, Izilda Fróis.


Samuzinho é educado, sabe que não pode entrar na unidade. Fica do lado de fora no estacionamento, sempre de olho nas ambulâncias. Corre apenas quando ouve a palavra “banho”. 


Após o atropelamento, Samuzinho ficou internado em uma clínica veterinária e depois foi para a casa de um dos servidores, onde ficou mais sete dias. O mascote não se acostumou no local e voltou para a unidade.


Todos os servidores se desdobram em cuidados com o animal, incluindo a alimentação. Compram ração mas o que ele gosta mesmo é de um bom pedaço de carne. “Ele não liga muito para a ração e aí cada um dá uma parte da marmita para ele”, disse a enfermeira do Samu, Luana dos Santos.


Em breve, o Samu vai mudar de sede. A nova localização é muito movimentada e pode se tornar perigosa para um cachorro que tem livre e gosta de passear. Os servidores estão procurando um lugar onde o mascote possa ficar. “Como ele está muito idoso, nosso preocupação é ele morrer atropelado. A gente brincou que quer fazer a aposentadoria dele”, brincou Luana.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá