Linha 4

Publicidade

Secretarias municipais oportunizam trabalho para mulheres vítimas de violência

Redação Tarobá News

Fotos: Divulgação

Mulheres atendidas nos diferentes serviços da Rede Municipal de Enfrentamento à Violência e que procuram oportunidades no mercado de trabalho foram beneficiadas com uma ação especial da Prefeitura. Nesta quarta-feira (21), as secretarias municipais do Trabalho, Emprego e Renda (SMTER) e de Políticas para as Mulheres (SMPM) entregaram os currículos dessas mulheres às recrutadoras do grupo Cidade Canção.

A rede de mercados vai inaugurar uma nova unidade em Londrina e está fazendo o processo de seleção na sede da Secretaria Municipal do Trabalho. A ação integrada das secretarias vai ao encontro da política municipal de acolhimento às mulheres vítimas de violência e tem o objetivo de promover sua reinserção no mercado de trabalho.

A secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Liange Fernandes, esteve na SMTER com sua equipe. Junto do secretário municipal do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, foi feita a entrega formal desses currículos para que, sendo aprovadas no processo seletivo, essas mulheres sejam inseridas no mercado formal.

Para o secretário municipal do Trabalho, Emprego e Renda, a empregabilidade é uma das principais ferramentas que o poder público pode entregar. “Sabemos que um dos fatores mais agravantes em casos de violência doméstica é a dependência financeira que a mulher tem do agressor. Ao possibilitar que ela tenha sua própria renda, é dado um passo importante para o resgate da sua autonomia e o obstáculo da dependência financeira é superado”, pontuou.

Fernandes destacou todo o acompanhamento da SMPM nessa caminhada. “Quem passa por essa situação de violência precisa de suporte. Na SMPM nós oferecemos acolhimento psicológico, procuramos instrumentos de socialização e superação desse episódio, e estamos lado a lado para que elas consigam reconstruir suas vidas. Essa porta que a Secretaria Municipal do Trabalho abre é fundamental nessa reconstrução”, afirmou.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade