Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Com expansão, Santa Casa enfrenta dificuldade na contratação de enfermeiros

09/11/22 às 20:59 - Escrito por Redação Tarobá News

A inauguração do novo bloco da Santa Casa de Londrina deve ocorrer no início do mês de dezembro, após mais de 20 anos aguardando que a expansão do hospital fosse finalizada. A grande preocupação, no entanto, é que para iniciar as operações a instituição precisa de 500 novos auxiliares e técnicos de enfermagem, mas está com dificuldade para contratar. Por esse motivo, cogita-se iniciar as atividades de forma parcial, com funcionamento apenas do Centro Cirúrgico e da Unidade de Terapia Intensiva.


A obra foi realizada com recursos da própria instituição e recursos do Governo Federal, ao todo aproximadamente R$ 34 milhões. O espaço tem 12 mil metros quadrados de área construída, com 11 andares, sendo cinco de internação e seis de apoio. Com o espaço, o número de vagas do hospital vai saltar de 200 para 400.


Para que o Centro Cirúrgico e a Unidade de Terapia Intensiva funcionem, a Santa Casa terá que contratar 150 profissionais, mas até o momento conseguiu realizar a contratação de 40. A dificuldade teria sido gerada por dois fatores: a pandemia, que aumentou o medo entre os profissionais, e o piso salarial da enfermagem, que foi suspenso pelo Supremo Tribunal Federal e aguarda a aprovação de um projeto de lei complementar para que seja implementado. O salário oferecido pelo hospital está abaixo do piso.


“Os planos de saúde e o SUS não estão remunerando adequadamente os nossos serviços, e isso dificulta. Então, essa expectativa, a própria Câmara e p Senado que aprovaram esse piso, estão em busca de recursos para repassar aos hospitais, não só os filantrópicos, mas também os privados”, explicou o superintendente da Santa Casa, Fahd Haddad.


O hospital também tem a expectativa de que a tabela sus seja reajustada com o novo Governo eleito. “Desde 2005 a tabela SUS não é corrigida, então há uma defasagem muito grande. Antes da pandemia cobria em média 60% do custo de um atendimento, hoje não cobre nem 40% porque subiu muito o preço dos insumos hospitalares. Mas nós vamos continuar, a Santa Casa funciona há mais de 85 anos”, disse Haddad.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá