Linha 4

Publicidade

Covid-19: Apucarana garante reserva de oxigênio extra para pacientes

Redação Tarobá News

Divulgação/Prefeitura de Apucarana

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana está mantendo 60 cilindros de oxigênio extras, além do estoque regular disponível na UPA, SAMU e Unidades Básicas de Saúde que são abastecidos diariamente conforme a necessidade.

“Estamos nos preparando e reforçando, com recursos próprios do município, o estoque porque a nova variante do novo coronavírus é mais transmissível e leva a um maior número de internamento. Estamos reservando agora para atender caso aconteça um aumento abrupto de casos como aconteceu em Manaus”, afirma o prefeito Junior da Femac.

O prefeito também observa que solicitou ao Hospital da Providência para que mantenha alto seu estoque de oxigênio, evitando a falta do produto. “Temos que estar preparados para socorrer nossa cidade e o Vale do Ivaí”, lembrando que na semana passada Apucarana forneceu oxigênio para um município do estado.

“A luta contra a Covid-19 é ampla e complexa e Apucarana está preparada para o que está vindo. Temos um compromisso sério em salvar vidas dos apucaranenses e ainda ser um suporte para o Vale do Ivaí”, reitera Junior da Femac.

O vice-presidente da AMS, Emídio Bachiega, informa que a saúde pública    municipal fornece oxigênio domiciliar a 19 pacientes que receberam alta hospitalar mas que necessitam se manter ligados aos cilindros de oxigênio devido a sequelas da Covid-19. “Esse atendimento domiciliar já chegou a 53 pessoas”, observa Bachiega, lembrando que esse recurso de fornecimento nas residências é uma forma de aliviar a ocupação hospitalar, liberando leitos da Covid.

Bachiega explica que a AMS tem três fornecedores de oxigênio e que o fato do município dispor de cilindros praticamente garante o fornecimento do produto. “A falta no mercado geralmente é do equipamento de acondicionamento do oxigênio, ou seja, o cilindro. Por isso a saúde pública municipal tem 60 extras, além do estoque regular”, reforça Bachiega.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade