Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Curitiba tem 2º caso importado de sarampo; medidas de bloqueio foram tomadas

27/08/19 às 17:22 - Escrito por Redação Tarobá News

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba confirmou, nesta terça-feira, 27, o segundo caso importado de sarampo no município. Um morador de Curitiba, de 22 anos, sem registro anterior da doença e com apenas uma dose da vacina contra o sarampo na carteira de vacinação após um ano de idade (até 29 anos, são recomendadas duas doses), contraiu a doença há cerca de um mês, durante viagem a São Paulo. 

O paciente já se encontra recuperado e já retornou as suas atividades normais, sem risco de transmissão da doença. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba foi informada deste caso suspeito em 13/8, mas o primeiro exame de sangue não havia confirmado a doença. 

Mesmo sem a confirmação do caso, como parte do protocolo, todas as medidas necessárias de “bloqueio” foram tomadas em tempo oportuno, com a vacinação preventiva de mais de uma centena de pessoas que tiveram contato com o paciente (em ambiente de trabalho, estudo, lazer, família e serviços de saúde).

Nesta segunda-feira 26/8, saiu o resultado de uma segunda coleta de sangue, realizada posteriormente, que confirmou o sarampo. 

“Este caso reforça a necessidade de os adultos conferirem se estão com a carteira de vacinação atualizada, com todas as doses recomendadas”, afirma a médica infectologista da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Marion Burger.

O segundo caso confirmado não tem qualquer relação com o primeiro caso confirmado na última semana, também importado, referente a um senhor de 54 anos, morador da capital paranaense.  


Serviços de Saúde 

De acordo com Marion, o paciente foi atendido num serviço de saúde particular em Curitiba, que comunicou prontamente a secretaria municipal.  “Isso foi importante porque pudemos tomar todas as medidas de bloqueio necessárias, em tempo oportuno”, diz.

Os canais de contato com a SMS para os serviços de saúde notificarem casos suspeitos, assim como o fluxograma de atendimento do sarampo, tanto para os serviços públicos quanto para os particulares, encontram-se neste link. 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá