Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Familiares pedem Justiça após homem morrer na Upa Veneza

20/08/19 às 16:55 - Escrito por Ellen Santos

Os familiares de Vanderlei Xavante, 43 anos afirmam que ele morreu por negligência médica na Upa Veneza na noite de segunda-feira (19).

Altemir Maleguti que é ex-cunhado da vítima, relatou que ele estava com febre e procurou a unidade pela manhã. Ele ainda afirma que o médico não pediu exames e afirmou que Vanderlei estava com virose, medicou e o liberou.

Durante a noite ele começou a passar mal novamente, voltou a Upa, onde foi atendido por cinco especialistas, mas sofreu um infarto e morreu.

A família relatou que vai procurar entrar na Justiça para que outros casos como esse não voltem a se repetir. 

Nós entramos em contato com a Prefeitura de Cascavel que afirmou que está apurando o caso.

Veja a nota: 

"O paciente Vanderlei Xavante passou por consulta na UPA Veneza no dia 19/08 as 11h30 com quadro de febre referida e mal estar geral, sem nenhuma queixa relacionada a dor no peito ou qualquer sintomatologia que sugiresse infarto, apresentando PA 90x60mmHg, Saturação de 99%, e Tº de 36,2º C. Foi atendido, medicado, e liberado com orientações. O mesmo retornou no final do mesmo dia por volta das 18h30 com os sinais vitais alterados, com queixa de falta de ar intensa, hipossaturacao e cianose. Foi encaminhado direto ao suporte de vidas. A equipe dispendeu de todos os esforços possíveis para reversão do quadro, porém o paciente infelizmente não resistiu e faleceu.Nao houve negligência em nenhum momento, sendo respeitado todos os critérios técnicos para atendimento. O resultado da necrópsia do SVO, extraoficialmente, sugere infarto agudo do miocárdio extenso, que dificilmente seria revertido em qualquer nível hospitalar".

O corpo de Vanderlei está sendo velado, mas Acesc do bairro Interlagos. 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá