Implante de marca-passo em cão é realizado pela segunda vez em Londrina

Redação Tarobá News
Ciência e saúde | Publicado em 11/01/2018 às 23:37

A cirurgia dura cerca de uma hora e meia. Depois, com os eletrodos e o equipamento já implantados do lado externo do coração, é preciso ligar e calibrar o marca-passo para o paciente.

É a segunda vez que essa cirurgia é realizada em Londrina. O doutor James, de Curitiba, é um dos poucos que realizam esse procedimento no país. O aparelho é igual ao utilizado em humanos. Nesse caso, um infantil. A técnica também é a mesma.

A cirurgia é complexa. Daí a necessidade de mais profissionais no centro cirúrgico: 7. Os problemas cardíacos em cães são mais comuns do que a gente imagina. Em algumas raças, a incidência pode passar dos 20%. É o caso de poodles, shitzu, lhasa.

As doenças podem ser congênitas, aquelas de nascença, ou vir com a idade. Por isso, os veterinário recomendam a avaliação cardíaca a partir dos 7 anos. Um alerta para os sinais que podem confundir.

(Reportagem: Luciane Miyazaki)



Relacionados

Cascavel | 08-04-2020 16:39

Covid-19: Cascavel registra 6,4 casos para cada 100 mil habitantes

Covid-19: Cascavel registra 6,4 casos para cada 100 mil habitantes

Cascavel | 08-04-2020 14:54

Com 190 casos de dengue no Interlagos, combate ao mosquito é intensificado no bairro

Com 190 casos de dengue no Interlagos, combate ao mosquito é intensificado no bairro

Cascavel | 08-04-2020 14:06

Combate a covid-19: veja como é o trabalho dos profissionais de saúde

Combate a covid-19: veja como é o trabalho dos profissionais de saúde

Campo Mourão | 08-04-2020 13:26

Coronavírus provoca quarta morte em Campo Mourão; tensão aumenta

Coronavírus provoca quarta morte em Campo Mourão; tensão aumenta