Paciente consegue vaga de emergência em hospital após Comissão intervir

Redação Tarobá News
Ciência e saúde | Publicado em 10/09/2019 às 19:46

Foto: Flávio Ulsenheimer/Assessoria de Imprensa/CMC

Um paciente que estava internado na UPA Tancredo Neves foi transferido para o Hospital do Coração logo após manifestação da Comissão de Saúde e Assistência Social (CSAS) da Câmara Municipal. Em pronunciamento feito pelo vereador Parra (MDB) na sessão desta terça-feira (10), ele contou que a Comissão recebeu denúncia de que o paciente não conseguia vaga desde o dia anterior, quando uma complicação o levou a ser entubado.

“Quando o paciente é entubado, vira um caso de emergência, o que chamamos de ‘vaga zero’, pois passa a exigir a internação em hospital de alta complexidade, já que há risco à vida”, explicou Josué de Souza (PTC), presidente da comissão. Durante a fala de Parra na tribuna, o paciente ainda não tinha conseguido a vaga e a os dois decidiram ir à UPA assim que acabou a sessão.

Ao chegarem na unidade, Josué e Parra constataram que a vaga, que antes não havia e motivou a denúncia, acabou aparecendo e o paciente já havia sido transferido imediatamente. O presidente da CSAS explicou que a comissão não intervém em qualquer situação corriqueira, mas esse era um caso de emergência. Mas Josué ressalta que a população pode sempre encaminhar suas denúncias à Comissão pelo telefone (45) 3321-8888.

Assessoria de Imprensa/CMC



Relacionados

Curitiba | 13-09-2019 09:51

Paraná isenta ICMS de medicamento de alto custo

Paraná isenta ICMS de medicamento de alto custo

Londrina | 13-09-2019 08:32

Dengue avança e Londrina registra mais 38 casos em uma semana

Dengue avança e Londrina registra mais 38 casos em uma semana

Toledo | 12-09-2019 20:36

Pombos do Parque Ecológico estão contaminados com parasitas causando risco à saúde humana

Pombos do Parque Ecológico estão contaminados com parasitas causando risco à saúde humana

Londrina | 12-09-2019 11:41

Londrina investiga mais três casos suspeitos de sarampo

Londrina investiga mais três casos suspeitos de sarampo

PUBLICIDADE