Pazzinato: Comissão apresenta novas denúncias aos MPs federal e estadual

Redação Tarobá News
Ciência e saúde | Publicado em 20/01/2020 às 17:16

Foto: Assessoria de Imprensa/CMC

A Comissão de Defesa do Consumidor apresentou nesta segunda-feira (20) uma complementação de pedido de providências ao Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público Estadual (MPE) no caso do Condomínio Pazzinato. Os vereadores Celso Dal Molin (PL), Pedro Sampaio (PSDB) e Parra (MDB), membros da comissão, relatam novos fatos relacionados aos problemas estruturais constatados nos imóveis em novembro de 2019.

Além das irregularidades já relatadas aos órgãos de fiscalização, bem como à Caixa Econômica Federal, os moradores procuraram os vereadores para apresentar fotos e documentos que comprovam que funcionários da construtora responsável apenas pintaram as paredes para esconder as infiltrações e que nos casos em que as janelas estão emperradas e causando infiltrações, não foi possível realizar o conserto, pois o problema está na estrutura de alvenaria das casas e não apenas nas janelas. Segundo os vereadores, “os moradores estão sendo pressionados a assinar as ordens de serviço mesmo que não estejam a contento para que a Caixa Econômica possa dar o problema como resolvido”.
Celso Dal Molin explica que “caso fiquem constatados vícios na construção ou utilização incorreta de materiais, a construtora, seus sócios, dirigentes e responsáveis técnicos ficam impedidos de realizar novas operações de crédito até que o problema que deu origem ao apontamento seja solucionado”.

Na denúncia original entregue anteriormente pelos parlamentares ao procurador da República Carlos Henrique Macedo Bara e à promotora de justiça Larissa Haick Vitorassi Batistin, a Comissão aponta a possibilidade de cometimento de irregularidades por parte da Caixa Econômica Federal e da Construtora Cidade Bela construção e na conservação do condomínio. Os moradores procuraram a Câmara Municipal por causa dos problemas estruturais e hidráulicos nos prédios, que têm levado a desabamentos de forros, rachaduras, vazamentos, infiltrações, estufamento de pisos, gerando um contínuo estado de vigilância e medo nas famílias. Os vereadores relatam também as tentativas dos moradores de utilizar os canais de atendimento da construtora e da Caixa, sem sucesso.

Assessoria de Imprensa/CMC



Relacionados

Guaíra | 26-02-2020 14:15

Caso suspeito de coronavírus em Guaíra é descartado pelo Lacen

Caso suspeito de coronavírus em Guaíra é descartado pelo Lacen

Cascavel | 26-02-2020 13:14

Banco de Leite do HU está com o estoque abaixo do ideal

Banco de Leite do HU está com o estoque abaixo do ideal

Cascavel | 25-02-2020 13:19

Automedicação em caso de suspeita de dengue pode levar paciente à morte

Automedicação em caso de suspeita de dengue pode levar paciente à morte

Londrina | 24-02-2020 19:52

Secretária de Saúde divulga balanço dos atendimento nas UPAs e UBSs

Secretária de Saúde divulga balanço dos atendimento nas UPAs e UBSs

PUBLICIDADE