Saúde dá mais um passo no atendimento humanizado, agora com médicos para suprir demandas temporárias

Redação Tarobá News
Ciência e saúde | Publicado em 23/08/2019 às 16:24

Com a posse dos primeiros 12 médicos admitidos por meio de contrato temporário de trabalho, o prefeito Leonaldo Paranhos e o secretário de Saúde, Thiago Daross Stefanello, inauguraram hoje (23) mais uma etapa no processo de humanização da Saúde de Cascavel.

Trata-se da cobertura ininterrupta do atendimento à população nas unidades de saúde, quando o médico efetivo precisa se afastar por motivos como licença-maternidade, licença-prêmio, férias, doenças, entre outras razões pessoais, e que até então acabava tendo o cargo dificilmente coberto por outro profissional concursado disponível para fazer a substituição.

"Implantamos esta nova modalidade, que é a contratação temporária, visando ao atendimento prioritário da população, que não pode ficar desassistida tanto tempo, muitas vezes por semanas. Damos as boas-vindas a estes profissionais e estamos felizes em poder contar com mais este reforço, que irá fazer a diferença em nosso atendimento e na saúde pública de Cascavel", disse o prefeito ao assinar os primeiros contratos no Auditório da Prefeitura.

Pelo teste seletivo, foram convocados 28 médicos. Desses, 12 estão assumindo e outros 16 estão em fase de reconvocação. São generalistas 40 horas; generalistas especialistas 20 horas; ginecologistas, ortopedistas e pediatras. "Como a população tem prioridade absoluta, temos feito todos os esforços financeiros, de organização e de planejamento para conseguir, de fato, ter uma cidade dentro dos padrões do Ministério da Saúde", continuou o prefeito.

O secretário de Saúde, Thiago Stefanello, fez um breve relato informando que essas contratações darão suporte ao sistema, que já realizada somente na parte médica, 4 mil atendimentos diários, com 1,5 mil consultas eletivas na atenção básica, mais 800 consultas diariamente nas UPAs e pelo menos 2 mil atendimentos em toda rede especializada conveniada, fora as consultas de enfermagem e de rede multidisciplinar. "É um volume grande e nossa população é  exigente, então precisamos contar com unidades de saúde equipadas não somente na parte de infraestrutura, mas também na parte de profissionais, para que não sobrecarreguemos nossos servidores".

"O teste seletivo realizado num parceria com a Secretaria de Planejamento e Gestão é uma forma inédita que o Município encontrou de suprir a falta de profissionais em razão de afastamentos que até então não eram possíveis de cobrir com servidores efetivos", explicou a diretora do Departamento de Gestão de Pessoas, Vanilse Schenfert. Esses profissionais atenderão demandas temporárias de médicos nas UPAs, USFs, UBSs.

Assessoria 



Relacionados

Ciência e saúde | 18-09-2019 16:28

Cuidados preventivos contra a Influenza devem ser mantidos

Cuidados preventivos contra a Influenza devem ser mantidos

Medianeira | 18-09-2019 09:51

Termo de Ajustamento de Conduta busca aprimorar atendimento a usuários de drogas

Termo de Ajustamento de Conduta busca aprimorar atendimento a usuários de drogas

Curitiba | 17-09-2019 19:43

Seminário discute inclusão da pessoa com deficiência

Seminário discute inclusão da pessoa com deficiência

Londrina | 16-09-2019 20:47

Apenas três dos treze hospitais de Londrina atendem normas dos bombeiros

Apenas três dos treze hospitais de Londrina atendem normas dos bombeiros

PUBLICIDADE