Secretaria de Saúde já trabalha no "Hospital Municipal de Retaguarda"

Redação Tarobá News
Ciência e saúde | Publicado em 17/07/2019 às 09:05

Durante o ato de assinatura da ordem de serviço para reforma e ampliação da UPA Tancredo, o prefeito Leonaldo Paranhos e o secretário de Saúde, Thiago Stefanello foram questionados pela imprensa sobre as obras na UPA Brasília. Paranhos destacou os investimentos que o Município vem fazendo no setor de saúde. "Em todas as três UPAS nós fizemos intervenções. A UPA do Veneza já foi toda reformada, com a criação de novos espaços. A UPA do Brasília está com as obras em andamento e devem ser entregues em dezembro ou o mais tardar no início de janeiro.  Depois de pronta a UPA vai oferecer mais conforto para pacientes e servidores e um atendimento mais humanizado e de qualidade à população. As UPAs  são importantes porque absorvem toda a demanda que não é atendida nas unidades de saúde", enfatizou.

Sobre o Hospital Municipal, o prefeito Leonaldo Paranhos disse que com a conclusão da obra da UPA Brasília, o espaço hoje usado para abrigar a unidade será usado para atender "pacientes perfil UPA e para aqueles que esperam um atendimento em leito de alta complexidade".

Ainda de acordo com Paranhos para administração deste hospital, o Município estuda a possibilidade de fazer um chamamento para que uma fundação ou uma OS (Organização Social) faça a administração, "porque o Município não tem condições para contratar o número de servidores necessários para tocar o hospital. Então, queremos que a partir da saída da UPA já esteja contratada uma entidade que possa fazer a operação do hospital de retaguarda".

Sobre a contratação de servidores para o atendimento nas UPAs, o prefeito falou que "a UPA Tancredo está em um sistema de  administração compartilhada, então, a ampliação dos serviços e do quadro de servidores se dará pelo Consamu. O que o Município está fazendo é chamar novos médicos e servidores para as unidades de saúde e programa PSF".

Próximos projetos

Questionado sobre os futuros investimentos no setor da saúde, o prefeito Paranhos destacou que o Governo Municipal está dando continuidade ao projeto apresentado em 2017. Atualmente, são oito unidades em reforma das 25 listadas para receber obras; construção de  três unidades novas; três unidades a espera da ordem de serviço; e cinco que estão em projeto. "Até o final de 2020, o desafio é construir oito de um total de 14 novas unidades de saúde para fechar geograficamente a demanda existente no Município", completou.

O secretário Thiago Stefanello, disse que a expectativa é de que as obras na UPA Brasília sejam concluídas em dezembro. "Este é o prazo inicial, mas devido a um pequeno atraso que em nada compromete o andamento dos trabalhos, estimamos que esta conclusão aconteça o mais tardar na primeira quinzena de janeiro", ponderou.

A intenção da Secretaria de Saúde é executar o projeto de retaguarda do Hospital Municipal e, para isso, trabalha de forma paralela com as reuniões permanentes com a Vigilância Sanitária, com a aquisição de equipamentos e com o edital de licitação para a gestão do hospital. "Tudo isso está sendo trabalhado paralelamente. Tão logo a UPA Brasília saia do antigo Hospital Santa Catarina, queremos, em no máximo 60 dias, estar com tudo pronto para a abertura do  Hospital de Retaguarda", disse o secretário Thiago Stefanello.


Fonte: 



Relacionados

Astorga | 14-08-2019 20:38

Informe semanal confirma mais uma morte por gripe no Estado

Informe semanal confirma mais uma morte por gripe no Estado

Londrina | 14-08-2019 18:23

PAI passa pela primeira reforma após 20 anos da inauguração

PAI passa pela primeira reforma após 20 anos da inauguração

Cascavel | 14-08-2019 16:33

Ambulatório de Procedimentos Urológicos é a novidade de agosto no CAE

Ambulatório de Procedimentos Urológicos é a novidade de agosto no CAE

Curitiba | 14-08-2019 11:28

Operação Mustela já resultou em denúncias de 43 pessoas

Operação Mustela já resultou em denúncias de 43 pessoas

PUBLICIDADE