Linha 4

Publicidade

Siate ampara familiares de idoso que morreu atropelado por trem em Ibiporã

Redação Tarobá News

A equipe do Siate precisou dar atendimento à familiares do idoso que morreu atropelado por um trem na tarde desta sexta-feira (7), em ibiporã. Quando os socorristas chegaram ao local do acidente, os filhos da vítima já estavam ao redor.

“A princípio, quando a gente chegou, a Polícia Rodoviária Federal já se encontrava no local e de imediato informaram que o filho estava no local e a filha chegou posteriormente. Assim que a gente chegou, o primeiro ato foi dar um amparo a família por conta do acidente. A gente já tinha verificado que os ferimentos da vítima eram incompatíveis com a vida”, disse o cabo Leonardo Cardoso.

O acidente causou comoção em dezenas de pessoas que acompanharam o trabalho das autoridades. A Polícia Militar fez os primeiros levantamentos e conversou com o maquinista. Logo depois também foram acionadas a Polícia Civil e a perícia. O acidente aconteceu ao lado da avenida Imbrahim Prudente, no conjunto Lourenço Bacarin

“A princípio foi um atropelamento lateral, a vítima estaria andando ao lado do trilho. O corpo foi arrastado, mas não muito, porque o trem tinha acabado de retomar a aceleração por se tratar de uma região imediatamente posterior ao cruzamento”, explicou a perita Larissa Richard.

Testemunhas informaram que o homem morava no outro lado da rua e passava frequentemente no local. “A vítima se encontrava na beira da linha e, segundo o relato do maquinista, ele começou o acionamento protocolar de emergência, acionando barulho e todo o protocolo de parar. Mas a vítima não ouviu o barulho”, disse o cabo.

O trem estava carregado com cascatas de pedras com apenas oito vagões. Depois de algumas horas, o Instituto Médico Legal recolheu o corpo. “Trem é uma massa muito grande sobre a pessoa, não tem como sobreviver nessas circunstancias. Ele tinha uma lesão muito grande no tórax e provavelmente essa foi a causa da morte”, afirmou a perita.

Recentemente, dois acidentes trágicos aconteceram na região de Londrina com trens. Em novembro, uma mulher e filha de seis anos morreram em Rolândia depois que o carro teve uma pane em cima da linha. Em Cambe, um idoso de 83 anos também foi atropelado e morreu no início de dezembro.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.