Deputado Reichembach recebe reivindicações dos produtores de leite

Redação Tarobá News
Cotidiano | Publicado em 07/12/2018 às 18:15

Foto: Lucas Carniel

Produtores de leite de Marmeleiro e de mais dez municípios da região participaram de encontro com lideranças nesta sexta-feira (7), na Associação dos Funcionários Municipais. O motivo para a movimentação é a queda do preço do leite pago ao produtor, atualmente na faixa de R$ 1,00 o litro. Eles também reivindicam o corte da importação de leite e derivados lácteos, melhorias na manutenção de energia elétrica, renegociação de dívidas, entre outros itens.

Esses pedidos foram entregues às lideranças presentes no evento, entre elas, o deputado estadual Wilmar Reichembach (PSC), coordenador da Frente Parlamentar em Apoio à Cadeia Produtiva do Leite na Assembleia Legislativa do Paraná. “Fico muito feliz de ver a organização, pois o segmento da produção leiteira é de extrema importância, representa uma grande força econômica para nossa região e leva renda mensal a tantas famílias. São pessoas que tiveram a oportunidade de melhorar a qualidade de vida graças à produção de leite. No entanto, em momentos como esse, ocorre uma descapitalização e é preciso buscar um equilíbrio o mais rápido possível. No nosso primeiro mandato na Assembleia conseguimos fazer um trabalho importante junto à cadeia do leite e nossa intenção é sempre estarmos junto com os produtores, na busca por melhorias para o segmento”.

O vice-prefeito Altair Gabriel lembra que cerca de 80% das propriedades rurais dependem da produção de leite. Com os problemas enfrentados pelo segmento, toda a economia também pode ser afetada. “O município perde bastante, a economia sofre. É importante essa ação dos agricultores para que as nossas lideranças conheçam a situação do setor”, destacou.

Organização – A organização do encontro partiu dos próprios produtores, por meio das redes sociais. Um dos líderes do movimento, Edenilson Morás, explica que a suspensão definitiva da importação do leite proveniente do Uruguai é uma das medidas mais urgentes a serem adotadas para que o segmento se recupere. “Infelizmente esse quadro de dificuldade é uma realidade de todos os produtores de leite. O setor está praticamente inviável. E esse é um dos segmentos que mais geram empregos no país. Então, para que a gente se recupere, é preciso que o governo barre a entrada de leite do Uruguai, renegocie as nossas dívidas e baixe a cobrança de impostos”, defende.

Alep



Relacionados

Foz do Iguaçu | 25-05-2019 12:40

Moradores do Porto Belo reclamam da estrutura de UBS

Moradores do Porto Belo reclamam da estrutura de UBS

Cascavel | 25-05-2019 12:39

Pai conta em um misto de alegria e alívio sobre o parto do filho

Pai conta em um misto de alegria e alívio sobre o parto do filho

Ponta Grossa | 25-05-2019 10:26

Justiça Eleitoral cancela 4,4 mil títulos em Ponta Grossa

Justiça Eleitoral cancela 4,4 mil títulos em Ponta Grossa

Cascavel | 25-05-2019 08:05

Cooperativas se negam a negociar e trabalhadores podem cruzar os braços

Cooperativas se negam a negociar e trabalhadores podem cruzar os braços

PUBLICIDADE