Direitos de migrantes e refugiados foram tema de encontro no MPPR

Redação Tarobá News
Cotidiano | Publicado em 23/08/2019 às 12:07

No ano de 2018, o Brasil recebeu cerca de 80 mil novos pedidos de refúgio, sendo o estado do Paraná uma das unidades da federação que mais recebeu migrantes e refugiados de diferentes nacionalidades – a maioria da Venezuela e do Haiti. Distantes de suas terras de origem, essas pessoas muitas vezes enfrentam dificuldades no processo de instalação no novo país, seja na busca por residência, obtenção de vaga em escolas para os filhos ou na colocação no mercado de trabalho. Nesse processo, são comuns casos em que a população estrangeira é vítima de manifestações de preconceito e discriminação, situações que, além de configurarem crime, dificultam sua instalação no novo país.

Para orientar esse segmento da população acerca dos direitos que lhes são assegurados – que são os mesmos que qualquer outro estrangeiro residindo legalmente no país –, o Ministério Público do Paraná realizou nesta quinta-feira, 22 de agosto, o evento “Migrantes e Refugiados: estratégias de atuação em casos de xenofobia e discriminação”. Com o formato de mesa-redonda e aberto à população, o encontro reunirá representantes do poder público, movimentos sociais, pesquisadores e demais interessados no tema. O objetivo é debater possibilidades para identificar situações de discriminação e esclarecer sobre as formas de acesso ao sistema de justiça do país.


MPPR



Relacionados

Cascavel | 19-02-2020 16:00

Trabalhador fica ferido ao se cortar com makita no Interlagos

Trabalhador fica ferido ao se cortar com makita no Interlagos

Londrina | 19-02-2020 14:56

CMTU estuda estender serviço de coleta gratuita de pneus velhos

CMTU estuda estender serviço de coleta gratuita de pneus velhos

Bituruna | 19-02-2020 14:30

Atuação do MP garante oportunidade de trabalho a adolescentes acolhidos

Atuação do MP garante oportunidade de trabalho a adolescentes acolhidos

Londrina | 19-02-2020 13:59

Internautas expressam temor com o avanço da dengue

Internautas expressam temor com o avanço da dengue

PUBLICIDADE